Governo do Distrito Federal
22/02/22 às 16h57 - Atualizado em 22/03/22 às 14h17

Galeria Fayga Ostrower reabre ao público

Texto: Sâmea Andrade. Fotos: Hugo Lira / Edição: Sérgio Maggio (Ascom Secec)

23/2/2022

10:30:34

 

Ouça o resumo da notícia:

 

Com a exposição “Maravilhas do México”, que reúne obras inspiradas no legado de Frida Kahlo, a Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec) reabre ao público, nesta quinta-feira (24/2), a Galeria Fayga Ostrower, localizada no Eixo Cultural Ibero-americano (antigo Complexo Cultural Funarte de Brasília). A mostra é uma parceria com a Embaixada do México e tem curadoria de Lee Soares.

 

Hugo Rodrigues

 

“O Eixo Cultural Ibero-americano vai ser o centro das atividades da CIC 2022. Estamos pensando numa programação diversificada, que fortaleça nossas raízes ibero-americanas, e começar esse projeto com uma exposição de pinturas que dialogam com a obra de Frida Kahlo reforça essa intenção”, afirma o secretário de Cultura e Economia Criativa, Bartolomeu Rodrigues.

 

“Maravilhas do México” abre a programação do projeto Brasília – Capital Ibero-americana das Culturas (CIC 2022). O título foi conquistado junto à União das Cidades Capitais Ibero-americanas (UCCI), rede de cidades da qual Brasília é membro nato desde 1987.

 

“Essa mostra é significativa porque aproxima as nossas culturas e nossos países ao mesmo tempo em que evidencia o papel da arte como conhecimento e reconhecimento”, destacou a chefe do Escritório de Assuntos Internacionais, Renata Zuquim.

“Um dos propósitos dessas iniciativas é reunir visões de criadores sobre a cultura do México e sobre a arte de Frida Kahlo”, complementou o embaixador José Ignacio Piña Rojas, que homenageou o secretário de Cultura com o diploma de reconhecimento Alfonso Reyes.

 

Hugo RodriguesÀ frente do Eixo Cultural Ibero-americano, a gestora Mariana Abreu aposta que a reabertura da galeria Fayga Ostrower vai voltar a movimentar o espaço, que historicamente faz parte da cultura brasiliense.

 

Para possibilitar o retorno do público ao espaço, a Secec investiu R$ 89.646,50 em reparos, que abrangeram instalação de ar-condicionado, pintura interna, e substituição das lâmpadas, cabeamento e torneiras. O Teatro Plínio Marcos ainda está em processo de reforma, com previsão para reabertura para o segundo semestre de 2022.

 

“Estamos trazendo vida a esse território cultural e nos preocupando em entregar aos brasilienses uma programação de qualidade”, explica a gestora.

 

Saiba mais em:

Brasília será a capital Ibero-americana da Cultura em 2022 

Brasília conhece políticas culturais do México 

 

ARTISTAS INSPIRADOS

 

 

Lee Soares

A exposição “Maravilhas do México” é uma parceria com a embaixada mexicana, em homenagem ao país por toda sua importante contribuição à arte mundial. A curadora Lee Soares reuniu um grupo de 15 artistas  que estudaram sobre a arte e cultura mexicana e tiveram liberdade para escolher o tema que mais chamou sua atenção. São 18 obras.

 

“A coletividade nessa exposição tem feito a diferença na apresentação dessa mostra, pois é possível ver estilos multifacetados em cada um dos artistas selecionados”, conta Lee.

 

As obras são de técnicas variadas que vão de aquarela, acrílica e óleo a pinturas com carvão e pastel. As mais aguardadas são as pinturas sobre Frida Kahlo, que inspira artistas no mundo inteiro e gera diálogos das mais diversas visões e técnicas.

 

Cimara Sena, 38, vai expor pela primeira vez sua “Catrina”, nome dado às representações das famosas caveiras mexicanas. Após 10 anos atuando como bancária, a artista deixou o emprego para se graduar em design de Interiores, o que a conectou com a pintura que já praticava desde a infância.

 

“Entre um projeto e outro, a arte falava mais alto. Decidi me dedicar totalmente à pintura e ao muralismo”, diz Cimara.

 

EXPOSIÇÃO “MARAVILHAS DO MÉXICO”

Local: Galeria Fayga Ostrower.

Endereço: Eixo Cultural Ibero-americano – Eixo Monumental, Setor de Divulgação Cultural – Lote 2, SDC (antigo Complexo Funarte).

De 24/2 a 20/3.

Demais dias de visitação: sexta a domingo.

Horário de visitação: 10h às 17h.

É obrigatório o uso de máscaras.

Entrada gratuita.

 

Assessoria de Comunicação da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Ascom/Secec)

E-mail: comunicacao@cultura.df.gov.br