Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal

Cine Brasília

O Cine Brasília é parte do projeto arquitetônico de Oscar Niemeyer e foi inaugurado no dia 22 de abril de 1960, um dia após a entrega de Brasília. Integrante do Quadrilátero Modelo de Lúcio Costa, o espaço conta com motivação modernista e uma arquitetura única, localizado próximo ao Eixo Rodoviário Sul, na Entrequadra Sul 106/107.

 

Com a vinda de Paulo Emílio Salles Gomes, a convite de Darcy Ribeiro, para a fundação do curso de cinema na Universidade de Brasília (1965), a cidade confirmou de vez sua vocação para as artes cinematográficas, e o Cine Brasília se tornou um espaço para as revoluções do cinema nacional. Foi também em 1965 que começou a Semana do Cinema Brasileiro, que daria origem ao Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, o mais político, longevo e vibrante festival do nosso cinema, que no Cine Brasília fez lar desde a primeira edição.

 

O espaço recebeu o título de “Patrimônio Mundial da Humanidade” em 1987, destacando-se com um dos mais importantes equipamentos culturais de exibição cinematográfica da América Latina. A gestão do Cine Brasília é de responsabilidade da organização Box Cultural, realizada de forma compartilhada com a Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal.
HISTÓRIA

O Cine Brasília é parte do projeto arquitetônico de Oscar Niemeyer e foi inaugurado no dia 22 de abril de 1960, um dia após a entrega de Brasília. Integrante do Quadrilátero Modelo de Lúcio Costa, o espaço conta com motivação modernista e uma arquitetura única, localizado próximo ao Eixo Rodoviário Sul, na Entrequadra Sul 106/107.

 

Com a vinda de Paulo Emílio Salles Gomes, a convite de Darcy Ribeiro, para a fundação do curso de cinema na Universidade de Brasília (1965), a cidade confirmou de vez sua vocação para as artes cinematográficas, e o Cine Brasília se tornou um espaço para as revoluções do cinema nacional. Foi também em 1965 que começou a Semana do Cinema Brasileiro, que daria origem ao Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, o mais político, longevo e vibrante festival do nosso cinema, que no Cine Brasília fez lar desde a primeira edição.

 

O espaço recebeu o título de “Patrimônio Mundial da Humanidade” em 1987, destacando-se com um dos mais importantes equipamentos culturais de exibição cinematográfica da América Latina. A gestão do Cine Brasília é de responsabilidade da organização Box Cultural, realizada de forma compartilhada com a Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal.

 

 

Em breve

 

O sala de cinema, que possui 607 assentos, passou por uma reforma em 2012 e ganhou uma cobertura nova, impermeabilização, recapeamento de calhas, desentupimento de tubulação, novo sistema de para-raios, ar condicionado, prevenção de incêndios, revestimento e construção de novos banheiros e restauração da fechada, além de itens de acessibilidade.

Sob a gestão da parceria celebrada em 2022, diversas ações de preservação e modernização têm sido realizadas no Cine Brasília. Entre elas, destacam-se a implantação de um sistema de bilheteria digital, implementação de rede wi-fi gratuita para todos os usuários, loja e café com espaço para reuniões e leitura, automatização do ar-condicionado da sala para melhor controle da temperatura e aquisição de um servidor multimídia de padrão profissional.

O Festival de Brasília do Cinema Brasileiro é promovido anualmente pelo governo do Distrito Federal desde 1965. Surgiu por iniciativa do professor de cinema da Universidade de Brasília, Paulo Emílio Sales Gomes, e tem como regra a exibição de filmes inéditos e que, preferencialmente, não tenham sido premiados em qualquer outro festival nacional. A premiação principal é o Troféu Candango e, atualmente, os longas e curtas podem concorrer aos prêmios: Troféu Câmara Legislativa do Distrito Federal, Prêmio Canal Brasil de Incentivo ao Curta-Metragem, Prêmio Exibição TV Brasil, Prêmio Abraccine, Prêmio ABCV e Prêmio Saruê.

A acessibilidade física do Cine Brasília conta com acesso desde a rua plano. Há rampas com inclinação adequada para acesso à plateia, com assentos reservados para pessoas com deficiência física e seus acompanhantes e para pessoas obesas, em diferentes setores.

Tem rota de piso tátil para orientação de visitantes com deficiência visual que vai dos acessos da calçada de pedestres e estacionamento, até o balcão de atendimento, bilheteria, lanchonete e sala de cinema. Dentro da sala, há sinalização até o início da rampa que conduz o público até os assentos. Há sinalização do acesso ao palco (feito por escadas e plataforma elevatória).

Há estacionamento com seis vagas reservadas para pessoas com deficiência física com área de transferência delimitada.
A bilheteria, o balcão de informações e o balcão de atendimento do café/lanchonete estão de acordo com as especificações de altura e recuo inferior.
Há acesso ao palco para artistas e palestrantes com deficiência física, por plataforma elevatória junto ao pequeno lance de escadas.
Há 16 lugares reservados para pessoas em cadeira de rodas em diferentes setores e com assentos reservados para acompanhantes ao lado de cada um.
Há um sanitário acessível e uma cadeira de rodas disponível para pessoas com mobilidade reduzida e público em geral.

Ocorrem exibições de filmes com audiodescrição, legendas em português e interpretação de Libras ocasionalmente, de acordo com a programação divulgada na página do espaço na Internet e nas redes sociais.

Endereço: SHCS EQS 106/107, s/nº – Asa Sul

Telefone: (61) 99878-2198

Horário de funcionamento: De segunda a domingo, das 8h às 0h, conforme horário de exibição dos filmes

 

Ingressos: R$ 20 (inteira), R$ 10 (meia); bilheteria aceita cartões

 

Responsável: Sara Rocha

Site: http://www.cinebrasilia.com/

A programação completa do espaço pode ser encontrada nas redes sociais.

Acesse o Instagram: @cinebrasiliaoficial