Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal

Espaço Cultural Renato Russo 508 sul

Confira programação no site:
Nota à imprensa
Sobre a matéria “GDF decide fechar o Espaço Cultural Renato Russo”, publicada na última quarta-feira (15), a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal informa que o conteúdo do texto é infundado. Ler mais aqui.

 

Sobre o ECRR

O Espaço Cultural Renato Russo 508 sul, abrange salas, galerias e teatros com perfis variados para receber apresentações artísticas e culturais de diferentes linguagens. São dois teatros: o Teatro Galpão e o renovado Teatro de Bolso, agora batizado de Robson Graia, um dos expoentes do entretenimento e dos palcos da Brasília dos anos 1980 e 1990.

 

Esse ponto de cultura ainda contempla o cineteatro Sala Marco Antônio Guimarães, as galerias para exposições Parangolé e Rubem Valentim; o ateliê de pintura; a Biblioteca de Artes Ethel Dornas, com gibiteca e musiteca; a Sala Multiuso para oficinas espetáculos e ensaios; o Galpão das Artes (artes visuais), bem como a Praça Central e o Mezanino, destinados a atividades diversas, como exposições, shows e saraus.

 

 

Reforma

Com investimento total de R$ 6,2 milhões, o Espaço Cultural Renato Russo – 508 Sul passou por uma reforma completa que incluiu obras das salas multiuso, dos teatros, da Biblioteca das Artes e do foyer; reparação de toda a estrutura predial; revisão das instalações hidráulica e elétrica; instalação de elevador e intervenções para garantir acessibilidade, além de sistemas de luz, som e projeção para salas e galerias.

 

As intervenções nas áreas internas e na fachada do Espaço Cultural Renato Russo iniciaram em setembro de 2016. O equipamento cultural já estava fechado há três anos por determinação do Ministério Público e do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal, por trazer risco à segurança do público e artistas frequentadores do local.

 

 

Gestão e programação

A gestão da programação do Espaço Cultural Renato Russo será realizada pela Secretaria de Cultura em parceria uma organização da sociedade civil, conforme o regramento do Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil (MROSC). O chamamento já foi realizado e aguarda resultado final. A instituição vencedora do certame terá orçamento de R$ 800 mil para executar plano de trabalho de um ano adequado ao perfil e às diretrizes de uso do equipamento. As propostas devem contemplar programação mensal para cada uma das salas, galerias e teatros que compõem o Espaço Cultural Renato Russo/508 Sul.

 

 

Histórico

Situado na W3 Sul, numa das quadras que – junto com as 107/108, 507 e 707/708 Sul – formam o quadrilátero da primeira Unidade de Vizinhança, prevista no Plano Piloto do arquiteto e urbanista Lúcio Costa.

 

A história do Espaço Cultural Renato Russo 508 Sul inicia no ano de 1974, quando galpões que abrigavam a sede extinta da Fundação Cultural do Distrito Federal – e também funcionavam como depósitos– transformaram-se no Teatro Galpão. A primeira peça encenada no local foi  “O Homem que Enganou o Diabo e ainda Pediu Troco”, do jornalista Luiz Gutemberg, sob a direção de Lais Aderne. Um sucesso de público e crítica.

 

Em 1975, o diplomata Wladimir Murtinho – então à frente da Secretaria de Educação e Cultura – se entusiasma com as possibilidades do espaço. Em 1977, foi ampliado e rebatizado como Centro de Criatividade, que incluída, além do Teatro Galpão, o Galpãozinho e as galerias de arte. Tornou-se ponto de encontro dos artistas da cidade.

 

Já com o nome Espaço Cultural 508 Sul, o local passou por reformas e, após quatro anos fechado, foi reaberto em 1993, com fortalecida vocação para formação na área das artes. Em janeiro de 1999, em homenagem ao líder da banda Legião Urbana, o local ganha o nome de Espaço Cultural Renato Russo e se consolida ainda mais como parte essencial da formação artística e cultural da juventude do Distrito Federal.

 

Dez anos mais tarde, em 2013, o espaço é fechado novamente, inicialmente para que fossem feitas adequações nas instalações elétricas e hidráulicas, de combate a incêndios e acessibilidade.

 

Em novembro de 2016, sem que fossem alteradas suas características, foi iniciada nova reforma, preservando a tradição e história. A obra, além disso, recuperou e modernizou os espaços internos.

 

Endereço: W3 Sul 508

Telefone: 3244-0411
E-mail508sul@cultura.df.gov.br

 

Horário de Funcionamento:

De terça a sábado, das 10h às 20h

Domingo, das 10 às 19h

Segunda-feira – funcionamento interno & ensaios e oficinas pré-agendadas