Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
20/06/23 às 15h41 - Atualizado em 20/06/23 às 15h41

Tem desfile esta semana? Tem, sim senhor!

 

Escolas de samba do DF entram na passarela a partir desta sexta (23)

 

Texto: Giselle Chassot / Edição: Sâmea Andrade (Ascom Secec)

 

Estamos entrando na semana decisiva! Antes que ela acabe, teremos os campeões das Escolas de Samba 2023 no Distrito Federal. Depois de nove anos, 13 agremiações voltam a se apresentar a partir desta sexta-feira (23/6), no Eixo Cultural Ibero-americano. O evento é promovido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec), com entrada gratuita.

 

“O Governo do Distrito Federal fez um verdadeiro resgate das escolas de samba, para que elas possam mostrar não só a sua arte, mas também o que elas representam para a economia do DF”, diz o secretário de Cultura e Economia Criativa, Bartolomeu Rodrigues.

 

“É o maior evento de cultura popular que essa cidade já viu”, afirma a subsecretária de Difusão e Diversidade Cultural, Sol Montes. “Vocês vão poder prestigiar grandes escolas de samba, que têm uma forte identidade cultural com essa cidade, fazendo um espetáculo a céu aberto, ali no Eixo Cultural Ibero-americano”, convida a gestora.

 

A festa acontece entre os dias 22 e 25 de junho, com shows e apresentações de blocos, além do tão esperado desfile. Nesta terceira matéria da série sobre as principais escolas de samba do Distrito Federal, apresentamos a Bola Preta de Sobradinho, a Unidos da Vila Paranoá, a Acadêmicos do Riacho Fundo II e a Coruja Serrana.

 

Dessas, a Bola Preta é a única que desfila no grupo especial, onde ingressou em 1988. É uma escola pioneira, fundada em 1974, por um grupo de militares transferidos do Rio de Janeiro que, embora nunca tenha conquistado o primeiro lugar, teve destaque nos primeiros desfiles dos anos 2000, quando chegou a conquistar segundos lugares em 2006 e 2007. A posição de 3º lugar foi conseguida pela escola por três vezes, em 2008, 2010 e 2013.

 

A Unidos da Vila Paranoá estreou na passarela do samba em 2007, trazendo Joãozinho Trinta como coordenador de Carnaval. Este ano, vai para a avenida para contar a história de um boêmio.  O enredo é Paixão Boêmia Malandragem e Fé. Pode me chamar de Seu Zé.

 

Nascida em 1999 com o objetivo de promover ações que agreguem e resgatem os diferentes estilos culturais do país, a Unidos do Riacho Fundo II participou pela primeira vez do Carnaval do DF em 2011 . Além dos desfiles, a associação oferece diversas expressões culturais, como a dança afro, a capoeira, o samba com suas variações, festivais de pagode, dentre outras atividades socioculturais, como forma de interação com a comunidade. Em 2014, conquistou o campeonato na categoria Blocos de Enredo.

 

INFRAESTRUTURA E SEGURANÇA

Por conta dos desfiles, as pistas próximas ao Eixo Cultura Ibero-Americano sofrerão alteração. A logística dessa operação está a cargo da Polícia Militar (PMDF) e do Departamento de Trânsito do DF (Detran-DF). Na prática, três faixas da Via S1 serão bloqueadas, entre o Clube do Choro e o Eixo Cultural Ibero-Americano, até o fim de semana. A ação foi necessária para abrigar os carros alegóricos que serão estacionados nas vias próximas ao canteiro central.

 

Para facilitar a atuação da segurança pública, será montada, ao lado da Torre de TV, a base da Cidade Policial, estrutura que servirá como ponto de apoio aos agentes de segurança. Os comandos móveis das corporações estarão a postos para atuação durante a folia.

 

A Secretaria de Transporte e Mobilidade também elaborou programação para os foliões que vão curtir o desfile. As linhas de ônibus que têm como destino a Rodoviária do Plano Piloto serão reforçadas. As viagens extras ocorrerão de acordo com a demanda de passageiros, principalmente no início e no fim dos desfiles.

 

CREDENCIAMENTO

Os jornalistas interessados em cobrir o evento devem preencher formulário eletrônico até quinta-feira (22/6). O credenciamento poderá ser feito para um ou mais dias. Após análise da solicitação, a Secec entrará em contato para fornecer mais informações sobre a confirmação do credenciamento.

 

PROGRAMAÇÃO

A festa já começa no dia 22 de junho, com a lavagem da avenida, em que estarão presentes autoridades do GDF. Para além do tão aguardado desfile das escolas de samba, a festa traz à população do DF shows de artistas nacionais consagrados como Dudu Nobre, Vai pro Sereno e Cacique de Ramos. A apuração acontece já no domingo. Confira todas as atrações:

 

Desfile das Escolas de Samba do DF

Data: 22 a 25 de junho

Local: Sambódromo de Brasília (Eixo Cultural Ibero-americano) – ao lado da Torre de TV

Entrada gratuita

 

22/6 (QUINTA-FEIRA)

19h – Lavagem da avenida

 

23/6 (SEXTA-FEIRA)

15h40 – Samba das Pretas

17h10 – Dudu Nobre

18h40 – Vou Pro Sereno

Desfile – GRUPO DE ACESSO

20h – Coruja Serrana de Sobradinho II

21h10 – Gruvipi Unidos de Vicente Pires

22h10 – Unidos da Vila Paranoá

23h10 – Unidos do Varjão

Desfile – GRUPO ESPECIAL

0h15 – Unidos da Vila Planalto / Lago Sul

1h15 – Águia Imperial de Ceilândia

2h30 – Unidos do Cruzeiro (Aruc)

 

DIA 24/6 (SÁBADO)

14h10 – Matuskela

15h40 – Bloco dos Raparigueiros

17h10 – Os Criollos

18h40 – Cacique de Ramos

Desfile – GRUPO DE ACESSO

20h – Acadêmicos do Riacho Fundo II

21h10 – Capela Imperial de Taguatinga

22h20 – Acadêmicos de Santa Maria

Desfile – GRUPO ESPECIAL

23h10 – Mocidade do Gama

0h15 – Bola Preta de Sobradinho

1h15 – Acadêmicos da Asa Norte

 

DIA 25/6 (DOMINGO)

12h – Alexandre do Samba

13h – Kris Maciel

14h – Apuração Grupo de Acesso

16h – Apuração Grupo Especial

18h – Roda de Samba Sagaz

19h – Milsinho

20h – Délcio Luiz

 

Credenciamento de imprensa: link

 

Assessoria de Comunicação da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Ascom/Secec)

E-mail: comunicacao@cultura.df.gov.br