Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
31/07/19 às 15h22 - Atualizado em 31/07/19 às 15h26

Secretário de Cultura e Economia Criativa recebe demandas do Sistema Fibra

COMPARTILHAR

Na manhã de hoje, (31), o secretário de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal (Secec) Adão Cândido, recebeu em seu gabinete, juntamente com a subsecretária de Economia Criativa Érica Lewis, o diretor de Inovação e Desenvolvimento Tecnológico do Sistema de Federação das Indústrias do Distrito Federal (Fibra), Graciomário Queiroz. O objetivo do encontrou foi alinhar parceria em projetos de economia criativa e inovações tecnológicas.

 

Durante a reunião, Graciomário apontou uma série de prioridades para aperfeiçoamento tecnológico para a indústria do DF. Ele solicitou ao secretário Adão Cândido apoio para traçar estratégias conjuntas e estabelecer prioridades para o desenvolvimento e estímulo da base de empresas do setor para a cultura de inovação.

 

O representante da Fibra ressaltou que a união com a Secec nestes segmentos auxiliará os jovens empreendedores do DF em ações que envolvam tecnologia e inovação. “Nossa parceria possui condições de proporcionar aos novos empresários a chance de realizar um projeto de sucesso, com uma olhar ampla para as novas tecnologias”, completa.

 

Para o secretário Adão Cândido, o relacionamento e parcerias com o Sistema Fibra são muito vantajosos e conecta com um dos focos da gestão, que visa a capacitação de jovens no ramo do empreendedorismo criativo.

O líder da pasta afirma que as medidas tomadas pela Secretaria são pensadas de modo estratégico para desempenhar missões diversificadas no âmbito de inovações tecnológicas e mercado criativo. “O Sistema Fibra age de modo transversal com a economia criativa e será um grande parceiro de trabalhos estratégicos envolvendo recursos tecnológicos para os jovens”, explica.

 

Adão também deu exemplos de grandes eventos associados ao tema, como a conferência mundial SXSW, que reúne agentes envolvidos com tecnologia e empreendedorismo criativo e o CCXP, um evento brasileiro que apresenta as novidades da cultura pop e games, revelando o desejo de promover um evento semelhante no DF, com o foco em inovação cultural. “Temos uma massa crítica muito grande no universo de tecnologia e games, que possibilita criar um mercado competitivo com estes jovens”, destaca.