Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
26/07/21 às 11h55 - Atualizado em 25/08/21 às 16h08

Secec reforma Polo de Cinema

COMPARTILHAR

Texto: Loane Bernardo/ Fotos: Marina Gadelha/ Edição: Sérgio Maggio (Ascom Secec)

26.7.21

12:00:00

 

Ouça resumo da notícia

 

foto: Marina Gadelha - Secec/DFLocalizado na DF-330, quilômetro 4 em Sobradinho, o Polo de Cinema e Vídeo Grande Otelo está sob o som de furadeiras e batidas de martelo. Instalado pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec), o canteiro de obras põe fim a uma década de abandono. Com o investimento total de R$ 231.063,96, a Secec iniciou, neste mês de julho, uma obra que consiste na revitalização do galpão central, do sistema elétrico, além de roçagem e pintura.

 

Prevista para ser entregue em outubro, a obra integra o projeto Brasília, Cidade Patrimônio, da Secec, que investiu R$ 2 milhões no primeiro semestre de 2021 e vai investir, ao menos, mais R$ 4 milhões até dezembro.

 

Parte do telhado do galpão foi arrancada por uma recente ventania. Agora, essa estrutura será substituída. O forro mineral já está no chão, calhas pluviais serão instaladas para o escoamento da água de chuva. Haverá ainda a substituição de toda a sustentação dessa cobertura.

 

 

A obra também prevê a substituição de todo o quadro de distribuição de energia elétrica, incluindo a troca de disjuntores, terminais, barramentos, fiação e conectores. O local também ganhará um reforço na iluminação, com novas luminárias e refletores externos, pintura, dedetização e manutenção dos jardins da parte externa.

 

“Essa reforma revitaliza a estrutura física do Polo que seguia há anos sem uma atenção. O que vamos discutir agora é o processo de ocupação. Há muitas ideias postas à mesa”, conta o secretário de Cultura e Economia Criativa, Bartolomeu Rodrigues.

 

Nesse sentido, há uma articulação administrativa para que o Polo possa atender à população com cultura e políticas públicas mais abrangentes. Essa discussão segue em paralelo à obra.

 

“O Polo ocupa 20 hectares de um total de 400 hectares pertencentes à Terracap, numa cessão de uso. Sempre mantemos os custos mensais de segurança, conservação e limpeza do espaço. O nosso desafio é entender como esse espaço pode voltar de forma efetiva para a sociedade brasiliense”, aponta o secretário-executivo, Carlos Alberto Jr.

 

 ÚLTIMA FILMAGEM

Ao lado do galpão em reforma, existe uma área dedicada às atividades técnicas. São espaços de concreto firme que estão em perfeitas condições, onde funcionavam salas de costura, produção, elétrica, direção, som, administração, protocolo, depósito, vestiários e sanitários. Na área externa, árvores frutíferas e gramados estão sendo limpos e jardinados. Ali, fica a charmosa guarita azul, com vista para Sobradinho II.

 

 

A última filmagem feita no Polo foi do filme “O Outro Lado do Paraíso”, de André Ristum, em 2013. O longa-metragem de R$ 8,8 milhões recriou um cidade cenográfica de 15 mil metros quadrados para reconstituir a periferia de Brasília em 1964, num rigor estético e artístico impressionantes. Baseado na obra homônima de Luiz Fernando Emediato, o filme ganhou sete prêmios na Mostra Brasília do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro (FBCB).

 

 Assessoria de Comunicação da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Ascom/Secec)

E-mail: comunicacao@cultura.df.gov.br