Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
13/01/21 às 16h26 - Atualizado em 9/03/21 às 9h36

Sara Seilert assume a direção do MuN

COMPARTILHAR

Texto: Alexandre Freire. Edição: Sérgio Maggio (Ascom/Secec)

08/03/2021 (atualizada)

00:36:00

 

Analista de Atividades Culturais em Artes Plásticas da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec), Sara Seilert foi nomeada, em janeiro de 2021, como diretora do Museu Nacional da República (MuN). Será a primeira a ocupar a direção desse espaço, cargo que vinha ocupando interinamente desde agosto do ano passado, quando substituiu Charles Cosac, que estava no posto desde janeiro de 2019.

 

Acesse:

Conheça as políticas públicas para as mulheres no DF

 

“Trabalhar com Charles Cosac foi uma experiência muito importante em minha vida profissional. Eu admirava a editora CosacNaify, mas estar com ele, enquanto curador, ajudou-me a compreender vários aspectos do sistema de arte antes distantes para mim”, avalia Sara, que trabalhou de assistência na diretoria do Museu, na curadoria e no programa educativo, desde a vinda do Charles.

 

“A confirmação de meu nome para o cargo me deixa segura para continuar o trabalho que eu e minha equipe já vínhamos fazendo. Fico mais à vontade para propor novas coisas também”, diz Sara, conhecida por ser workaholic.

 

PAUTA 2021

Natural de Tenente Portela (RS), Sara viveu infância e adolescência em Cuiabá (MT). Ela se mudou para Brasília no final de 2006 a fim de estudar na Universidade de Brasília (UnB), onde se formou em Artes Plásticas.“Para o ano de 2021 já temos uma pauta bem encaminhada. Teremos Alex Vallauri, artista grafiteiro precursor, no expositivo principal; Marcos Amaro, artista plástico, mais conhecido por ser um importante colecionador de arte no Brasil, proprietário do FAMA Museu, no mezanino; e Claudio Maya, designer pioneiro em Brasília, na galeria térreo”, adianta a diretora. Essas exposições abrem ao público em março.

 

Sara gosta de frisar que seu negócio é curadoria e direção, guardando a sete chaves os ensaios como artista e preferências estéticas: “Eu não sou artista plástica, apesar da formação. Às vezes acontece essa confusão com quem é formado em artes. A formação na área permite outros trabalhos, como, além de curadoria, pesquisa e crítica de arte”.

 

Sara foi empossada como servidora do GDF em junho de 2018. A nova gestora do MuN recebeu junto com a nomeação palavras de incentivo do titular da Secec, Bartolomeu Rodrigues:

 

“Durante a interinidade, Sara deu demonstrações de competência para dirigir o museu. Temos projetos em andamento que precisam ser executados dentro da perspectiva de que em breve voltaremos à normalidade. Trata-se também de um gesto de reconhecer e valorizar os quadros da casa. Confio plenamente na sua gestão”.

 

Assessoria de Comunicação da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Ascom/Secec)

E-mail: comunicacao@cultura.df.gov.br