Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
13/11/18 às 14h36 - Atualizado em 13/11/18 às 14h36

Programação – Julho no Memorial dos Povos Indígenas

COMPARTILHAR

 

Cinema, rodas de conversa e exposições. O mês de julho no Memorial dos Povos Indígenas terá uma programação cultural intensa, voltada para o diálogo entre a ancestralidade e as novas formas de resistência. As atividades começam no dia 7 de julho (sábado), com a abertura da exposição “TRANSMAKUNAIMA – o buraco é mais embaixo”, do artista indígena contemporâneo Jaider Esbell, que também participará de uma roda de conversa.

Jaider Esbell é da etnia Makuxi de Roraima, nascido na Raposa Serra do Sol, e despontou no cenário nacional com a coleção “It Was Amazon” ou “Era Uma Vez a Amazônia”, uma potente denúncia contra o processo de espoliação da região.

 

Quase cem anos após a publicação de “Macunaíma” de Mário de Andrade, Jaider Esbell vem reivindicar seu protagonismo e lugar de fala, como indígena Makuxi descendente direto de Makunaima, para através da arte e da literatura reformular esse mito gerador da chamada identidade brasileira.

 

Enquanto Mário nos diz sobre um “herói sem nenhum caráter”, Jaider Esbell traz luz a descaracterização de Makunaima, uma energia criadora que não tem caráter no sentido de forma definida. Uma entidade que pode assumir todos ou qualquer caráter ou forma, que integra a cosmovisão dos povos indígenas que cercam o Monte Roraima: Makuxi, Wapichana, Patamona, Ingaricó, Taurepang, entre outros.

 

A exposição faz parte do Projeto Culturas Vivas, uma parceria entre Secretaria de Cultura do Governo do Distrito Federal e Centro de Trabalho Indigenista (CTI)  que busca reafirmar a missão do Memorial, fortalecendo a promoção, o reconhecimento e a valorização do patrimônio cultural indígena, por meio da organização e manutenção do acervo histórico e a valorização de narrativas que reafirmem os direitos indígenas e realcem a trajetória da instituição.

Imagens e vídeos https://goo.gl/ogWRxD 
Assessoria de Imprensa
Paó Comunicação
61 99249-7074 (Juliana)
https://www.facebook.com/projetoculturasvivas/
Programação Completa
 
Julho no Memorial dos Povos Indígenas – De 07 a 29/07

Abertura da Exposição: TRANSMAKUNAIMA – o buraco é mais embaixo
07/07 (sábado), às 19h
Local: Memorial dos Povos Indígenas
Artista: Jaider Esbell (Makuxi da Terra Indígena Raposa Serra do Sol – Roraima).
Programação: Cortejo com ritual tradicional Makuxi; participação especial de Daiara Tukano, artista plástica e pesquisadora dos Direitos Humanos
Local: Memorial dos Povos Indígenas (Arena)
Obs.: A exposição fica aberta ao público de 07/07 a 29/07.
Roda de Conversa TRANSMAKUNAIMA

11/07 (quarta-feira), às 14h
Local: Memorial dos Povos Indígenas (Auditório)Programação: Falas de MAKUNAIMA – Leitura e discussão do artigo do artista Jaider Esbell que foi publicado na revista Iluminuras da UFRGS; Mostra de produções audiovisuais de Jaider Esbell1º Encontro de Comunicadores e Comunicadoras indígenas e negros/as do Distrito Federal
26/07 (quinta-feira), das 8h30 às 22h
Programação:
8h30 – Roda de abertura
9h às 12h – Debate: Comunicação de Resistência
14h às 17h – Grupos de trabalho e Oficinas
18h – Apresentação de Rap

Cine Memorial
26/07 (quinta-feira) e 27/07 (sexta-feira), das 19h às 22h
Tema: A Comunicação como forma de expressão de luta e resistência

Abertura da Exposição – “O Paíz Timbira”
27/07 (sexta-feira), 18h
Programação: Sessão de canto dos Krahô, seguida da projeção do filme Festa para Xopë (Direção: Lucas Bonolo, Produção: Gavano Filmes e Centro de Trabalho Indigenista).
Local: Memorial dos Povos Indígenas (Arena)
Obs.: A exposição fica aberta ao público de 27/07 a 31/08.

Vivência Intercultural Krahô 
A Vivência promoverá a partilha de saberes tradicionais do Povo Krahô nos campos da arte musical e da produção de artesanato
28/07, das 10h00 às 13h00.
Local: Memorial dos Povos Indígenas (Arena)

Exposição OCUPAÇÃO CULTURAS VIVAS
Aberta ao público desde 13 de abril até 31 de julho
Local: Memorial dos Povos Indígenas (Espaço Expositivo)

Memorial dos Povos Indígenas
Horários de visitação:
Terça a domingo das 09h00 às 17h00