Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
23/05/18 às 16h29 - Atualizado em 13/11/18 às 15h07

Programação Cine Brasília – 24 a 30 de maio

COMPARTILHAR


A maior sala de cinema da cidade recebe esta semana a 

I Mostra de Cinema Latino-Americano e Caribenho

 

 

 

 

 

 

 

O cinema mais charmoso da capital federal recebe, de 24 de maio a 2 de junho, a I Mostra de Cinema Latino-Americano e Caribenho. Serão exibidas produções de 14 países da região. A cerimônia de abertura será nesta quinta-feira (24), às 19h, seguida da exibição do longa Oriundos de La Noche, da República Dominicana. Nos demais dias, as sessões da I Mostra de Cinema Latino-Americano e Caribenho serão sempre às 18h30 e 20h30 com entrada franca, por ordem de chegada.

 

Na programação regular, a estreia é Réquiem Para a Sra. J., uma das mais agradáveis esquisitices do Festival de Berlim de 2017. Com atmosfera fatalista e letárgica, esta comédia sombria do diretor sérvio Bojan Viletic aparenta ser mais uma das obras cinzentas típicas do leste europeu. O filme traz um toque mais brincalhão sob a superfície deste drama essencialmente humanista e belo.

 

Permanece em nossa grade o aclamado documentário O Processo, dirigido por Maria Augusta Ramos, que narra o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. O longa fez sucesso este ano no Festival de Berlim e vem acumulando prêmios em vários festivais internacionais. Maria Augusta Ramos passou meses nos bastidores do Congresso Nacional, acompanhando ao vivo os depoimentos e o desenrolar de todo este recente e traumático processo político brasileiro.

 

No domingo (27/5), às 11h, o Cine Brasília apresenta Chega de Fiu-Fiu. Dirigido por Amanda Kamanchek e Fernanda Frazão, o filme aborda a participação das mulheres nos espaços públicos, marcada por uma série de violências, em especial o assédio sexual. Essa é a primeira exibição do longa-metragem na capital federal. A sessão, com entrada franca, será seguida de bate-papo com a diretora Amanda Kamanchek, a artista visual Rosa Luz, Luana Ferreira, da Articulação de Mulheres Brasileiras (AMB), e Jaqueline Fernandes, subsecretária de Cidadania e Diversidade (SCDC) da Secretaria de Cultura. Os ingressos precisam ser retirados na bilheteria uma hora antes.

 

 

                                               

  

SINOPSES

 

SESSÃO ESPECIAL

 

Chega de Fiu-Fiu 
(Documentário/Brasil/73 min/2018)

De Amanda Kamanchek e Fernanda Frazão

 

 

Sinopse: O longa-metragem trata da participação das mulheres nos espaços públicos, marcada por uma série de violências, em especial o assédio sexual, e examina como campanhas e outras dinâmicas criadas por ativistas e movimentos feministas no período de 2014 a 2017 têm modificado relações de poder entre homens e mulheres nas ruas e na internet. A narrativa se desenvolve em três momentos: olhar de mulheres em atividades do dia a dia, captado por óculos com uma microcâmera escondida; a vida de três personagens das cidades de Brasília, São Paulo e Salvador; e o diálogo entremeado com especialistas e  homens sobre assédio, corpo e masculinidades.

 

Entraves como a falta de iluminação, lugares ermos, a dificuldade de mobilidade, longas distâncias na locomoção de casa ao trabalho, ausência de creches e péssimo atendimento em serviços de saúde e segurança seguem como catracas visíveis e invisíveis do acesso as mulheres às cidades. Tais entraves revelam o quanto as cidades foram construídas sem a perspectiva de gênero e agravam ainda mais as violências sofridas pelas mulheres, como o assédio. O filme é um retrato da violência de gênero em um contexto ainda pouquíssimo explorado: o espaço público.
Classificação indicativa: livre

Trailer:  https://bit.ly/2FvijWp

 

 

                   

 

 

 

ESTREIA

 

Réquiem Para a Sra. J.

(Comédia/Drama/Sérvia/Bulgária/Macedônia/Rússia/França/94’/2018)
De Bojan Vuletic

 

 

 

Com: Mirjana Karanovic, Jovana Gavrilovic, Danica Nedeljkovic
Sinopse: Jelena passa seus dias desolada. Após a morte de seu marido, ela se sente cansada e solitária, mesmo morando com suas duas filhas e sua sogra. Entediada, decidiu que vai cometer suicídio. Antes disso, no entanto, percebe que tem algumas tarefas a fazer: pegar de volta uma poltrona emprestada a um vizinho, encerrar sua apólice de seguro de vida, além de conseguir um pedreiro para colocar uma fotografia de retrato em sua lápide.
Classificação indicativa: 14 anos
Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=h2yv6uXSwmk

                                                                                                              

 

 

 

EM CARTAZ

 

O Processo
(Documentário/Brasil/Alemanha/137min/2018)
De Maria Augusta Ramos

 

Com: Dilma Rousseff, Luiz Inácio Lula da Silva, Chico Buarque de Holanda
Sinopse: O documentário acompanha a crise política que afeta o Brasil desde 2013 sem nenhum tipo de abordagem direta, como entrevistas ou intervenções nos acontecimentos. A diretora Maria Augusta Ramos passou meses no Planalto e no Congresso Nacional captando imagens sobre votações e discussões que culminaram com a destituição da presidenta Dilma Rousseff do cargo.
Classificação indicativa: 14 anos
Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=OcoSy2KVg4s

 

 

 

 

 

 

 

I Mostra de Cinema Latino-Americano e Caribenho

 

 

Barrow: Defensor Da Liberdade
(Documentário/Drama/Barbados/84 min/2016)

De Marcia Weekes

Sinopse: O filme conta a história do Excelentíssimo Senhor Errol Walton Barrow, que conseguiu liderar Barbados à independência no dia 30 de novembro de 1966, depois de mais de 300 anos de domínio britânico. É uma história fervorosa sobre a coragem de um homem que, incansavelmente, pregou uma verdade de autossuficiência econômica e respeito próprio ao povo do seu país e no exterior. Ele desafiou o estado vigente, confrontou o racismo e o classismo, lutou contra a opressão colonial e altruistamente liderou seu povo à liberdade política e econômica. O documentário drama é narrado pelo ex-procurador-geral dos Estados Unidos, Eric Holder, cujo pai é de Barbados. O filme inclui entrevistas com historiadores, políticos, ícones nacionais e membros familiares de Barbados.

Classificação indicativa: Livre

 

 

Viejo Calavera
(Bolívia/80 min/2016)
De Kiro Russo

 

Sinopse: O pai de Elder Mamani morreu e parece que ele não se importou. Continua bebendo nos bares de karaokê, nas ruas e se metendo em confusão. Mas ninguém mais quer cuidar dele. A única coisa que lhe resta é a casa de sua avó nos arredores do povoado mineiro. Lá, ele não terá como ou com quem continuar bebendo. Seu tio Francisco, que também é seu padrinho, tem que arcar com ele, ajuda-lo a conseguir um emprego na mina, mas Elder parece não se interessar por nada, briga todo o tempo em que está cavando com seu padrinho, se perde na escuridão, não trabalha. De qualquer forma, lá dentro ele descobriu histórias sombrias sobre seu tio. Este não é tão inocente quanto parece. Deverá aprender como sair deste labirinto, neste lugar escuro e desconhecido, onde todos são diferentes. Meio malucos. Tocados pela luz a morte.

Classificação indicativa: 16 anos

 

La Recta Provincia
(Chile/160 min/2007)
De Raúl Ruiz

 

 

Sinopse: Um homem que cuida de uma casa-grande, para a qual seus donos só retornaram uma vez, mortos, um dia encontra um osso perfurado no jardim, que também podia ser tocado como uma flauta e, dessa música, se podia ouvir uma voz que implorava para que os outros ossos de seu corpo disperso fossem procurados. Este longa metragem abrange mitos e lendas do campo chileno na mão dos atores Belgica Castro, Ignacio Aguero, Chamila Rodríguez, Francisco Reyes e Alejandro Trejo. Também conta com a participação dos cantores Javiera e Ángel Parra.

Raúl Ruiz, um amante das histórias de bruxas e feitiços, incorpora uma série de relatos dos folclores chileno e espanhol em La Recta Provincia. De fato, Recta Provincia era o nome utilizado, no século XIX, pela assembleia de bruxos e bruxas da ilha grande de Chiloé, localizada no sul do Chile. O realizador escolheu como locação desta história a região de Putaendo, conhecida como “a região do diabo” por seus habitantes.
Classificação indicativa: Livre

 

 

Mamá
(Colômbia/80 min/2017)
De Philippe van Hissenhoven

Sinopse: Victoria recebe uma visita inesperada. Sua filha Sara, com quem ela não fala há algum tempo, pede-lhe que cuide alguns dias de Nicole, sua neta de 7 anos. Victoria é uma mulher reservada e independente que, aparentemente, gosta da sua solidão. Esse favor irá alterar sua vida e mudar sua rotina. Nicole chega com uma energia renovadora. Pouco a pouco, ela estará conquistando sua afeição. A menina e a avó vivem a vida cotidiana do campo. Após um acontecimento alarmante e notícias inesperadas, Sara voltará para casa para se reconciliar e receber o amor de sua mãe. Três mulheres. Três Gerações. Um segredo.

Classificação indicativa: Livre

 


Habanastation
(Cuba/95 min/2011)De Ian Padrón

Sinopse: As experiências de dois amigos e colegas de classe. Uma história que revela caras distintas da realidade cubana, do cotidiano de uma dupla de crianças na Havana de hoje. La Tinta é um bairro marginal, próximo a Plaza de la Revolucíon. Este será o principal cenário onde Mayito descobrirá outra Cuba em que vive Carlos, bem afastada de sua luxuosa casa em Miramar. Mayito se perde no meio da multidão durante um desfile em 1º de maio, no Dia Internacional dos Trabalhadores, e chega por acidente na periférica comunidade onde mora seu colega estudante que, até então, lhe havia parecido totalmente estranho.

Classificação indicativa: Livre

 

 

 

Oriundos de la Noche

(República Dominicana/65 min/2007)

De Javier Balaguer

Sinopse: Produzido por Funglode, tem seu título inspirado nos versos do poema “Há um país no mundo”, de Pedro Mir, poeta amplamente conhecido na América Latina e, especialmente, na República Dominicana. O audiovisual cruza as vidas de Patria, Minerva e María Teresa Mirabal, com a noite do ataque e morte de Rafael Leonidas Trujillo, em 30 de maio de 1961. É feito com a técnica mista de filme e documentário, de modo que uma parte importante tem o tratamento clássico de gravação de um filme (80%), e a outra é uma sequência de imagens de arquivo, fotografias e outros documentos.

As irmãs Mirabal, protagonistas do documentário, foram as três irmãs heroínas da luta direta contra a ditadura Trujillo, especialmente Minerva Mirabal, figura histórica para os dominicanos e símbolo internacional da luta política para a emancipação das mulheres. Advogada graduada, mulher de beleza e carisma evocativos, liderou movimentos clandestinos de oposição ao Trujillo e foi a única personagem em oposição ao ditador que o confrontou publicamente, a quem ela havia rejeitado, também publicamente, nas suas alegações de “sedutor oficial”. Ela morreu violentamente espancada em 1960, junto com suas irmãs, por assassinos, às ordens do ditador. Sua morte, que desanimou toda a nação, precipitou o ataque a Trujillo, ocorrido alguns meses depois.

Classificação indicativa: 12 anos

 

 

Alba
(Equador/94 min/2016)
De Ana Cristina Barragan

Sinopse: Alba tem onze anos. Em uma tarde, sua mãe é internada no hospital e ela deve se mudar para viver com Igor, um pai que ela mal conhece. As tentativas de Igor de se aproximar de Alba, as meninas na escola, o primeiro beijo, são estímulos que marcam sua entrada na adolescência e a aceitação de sua família.

Classificação indicativa: 12 anos

 

 

 

El lugar más pequeño
(El Salvador/104 min/2011)
De  Tatiana Huezo

Sinopse: Durante a guerra civil de El Salvador, Cinquera, uma pequena cidade nas montanhas, foi destruída pelos paramilitares, considerada um foco de subversão. Por muitos anos permaneceu vazia, até que alguns sobreviventes voltaram a habitá-la. Eles reuniram os ossos espalhados de seus entes queridos, semearam a terra e criaram animais. Por meio de suas memórias, refletem a capacidade do ser humano de se levantar, de se reconstruir, graças à força e profundo amor dos habitantes por sua terra e seu povo.

Classificação indicativa: 14 anos

 

 

 

Ixcanul
(Guatemala/100 min/2015)

De Jayro Bustamante

Sinopse: María, uma jovem maia Cakchiquel, de 17 anos, vive com seus pais em uma plantação de café nas encostas de um vulcão ativo na Guatemala. Um casamento arranjado a aguarda, projeto que ela não quer aceitar, mas do qual não pode fugir. María tentará mudar seu destino, apesar de sua condição de mulher indígena. Contudo, uma complicação em sua gravidez a forçará a sair em busca de um hospital: o mundo moderno, com o qual tanto sonhava, salvará sua vida, mas a um preço muito alto.

Classificação indicativa: 18 anos

 

 

 

Adero

(Guiana/20 min/2017)
Classificação indicativa: Livre

De Kojo Mcpherson

 

Sinopse: Sonhos vívidos e perturbadores levam um homem a buscar a identidade de seus pais. Uma mulher indígena idosa e enigmática parece ter as respostas para suas perguntas, mas ela abandonará seus segredos ou simplesmente o conduzirá pela toca do coelho?

Classificação indicativa: Livre

 

Um Lugar no Caribe

(Honduras/114 min/2017)
De Juan Carlos Fanconi

Sinopse: Três histórias de amor em torno de um maravilhoso lugar no Caribe. Gael Castillo é um famoso escritor latino-americano, casado com uma mulher da Califórnia. Viaja para a ilha de Roatán em Honduras para terminar de escrever seu último livro de romance e é assim que ele encontra o amor à primeira vista. Conhece Camila, a namorada de seu melhor amigo, uma mulher bonita e aventureira. Ambos se envolvem em uma experiência de amor proibido.

Ao mesmo tempo, Sofia e o pai perdem seu cruzeiro e são forçados a permanecer nesta ilha. Sofia conhece Paolo, um jovem proprietário de um dos mais prestigiados hotéis na área. Eles se apaixonam imediatamente, mas Sofia não está disposta a embarcar em uma aventura casual.

Marcelo, seu pai, conhece Ângela, uma mulher boêmia, proprietária de um restaurante na ilha. Ambos experimentam uma aventura única e sem compromissos.

Classificação indicativa: 18 anos

 

 

El sueño de Lu

(México/101 min/2012)
De Hari Sama

Sinopse: Após a morte do seu filho pequeno e de uma tentativa de suicídio, Lucía Alfaro (Úrsula Pruneda) encontra-se à deriva. Dentro das paredes de seu apartamento, os dias passam sob uma constante interrogação: É possível continuar a viver? Há espaço no mundo e no espírito para uma dor como essa? Sua história é uma viagem no meio da escuridão, na procura já não mais de felicidade ou sucesso linear de metas a longo prazo (tão típica de uma vida urbana), mas simplesmente de um pouco de paz, o suficiente para achar novamente a sua humanidade, encontrar beleza mesmo dentro deste poço escuro da perda de um ser querido, que não tem nome.

Classificação indicativa: 12 anos

 

 

La Yuma

(Nicarágua/90 min/2009)
De Florence Jaugey

Sinopse: Manágua. Yuma quer ser uma boxeadora. Em seu bairro pobre, membros das gangues lutam pelo controle da rua. Em sua casa, o desamor é a regra do jogo. O ringue, a energia e a agilidade dos pés e das mãos são os sonhos e as opções que lhe restam.

Uma rua, um assalto, um encontro: Yuma conhece Ernesto, um estudante de jornalismo do outro lado da cidade. Eles são diferentes, mas se apaixonam, atraídos pelo mesmo desejo de encontrar seu próprio espaço no mundo. No entanto, a desigualdade os transforma em lutadores em cantos opostos, e o crime e a pobreza os colocam diante de uma Nicarágua dividida em estratos violentamente contrastados.

Classificação indicativa: 18 anos

 

 

 

7 Cajas

Paraguai/110 min/2012)
DeJuan Carlos Maneglia e Tana Schémbori

Sinopse: O carreteiro Victor passa as horas vagas imaginando uma vida de fama e admirando a televisão da loja de DVDs do mercado. O jovem enfrenta um mundo competitivo e precisa batalhar para conseguir os seus pequenos trabalhos, carregando as compras dos clientes em pleno Mercado Municipal nº 4. Certo dia, ele recebe uma proposta diferente: carregar sete caixas, com um conteúdo desconhecido, para ganhar uma nota rasgada de 100 dólares.

Classificação indicativa: 14 anos

 

 

 

Climas

(Peru/84 min/2014)
De Enrica Pérez

Sinopse: Três mulheres de diferentes idades e origens vivem nas três regiões do Peru. Eva é uma menina que descobre de maneira inoportuna sua sexualidade, por meio de uma relação proibida com seu tio e cercada pelo clima úmido e tropical da floresta amazônica. Victoria é uma mulher da alta sociedade de Lima. Embora pareça ter tudo, guarda um terrível segredo que faz com que sua vida seja uma realidade muito fria e cinzenta, como a cidade onde vive. Zoraida é uma mulher idosa de condição humilde que vive em uma comunidade remota e isolada dos Andes e recebe seu filho depois de um longo tempo. Três regiões completamente diferentes, três mulheres ensimesmadas, três histórias de descobertas condicionadas pelas diferentes geografias, sociedades e climas de um mesmo país fragmentado.

Classificação indicativa: 14 anos

 

 

 

3

(Uruguai/119 min/2012)
De Pablo Stoll

Sinopse: Uma comédia sobre três pessoas e a sua condenação: ser uma família. Para Rodolfo a vida é vazia e fria em sua casa, onde ele parece estar sobrando. Graciela, a primeira esposa de Rodolfo, e a filha adolescente de ambos, Ana, estão enfrentando momentos decisivos nas suas vidas. Aos poucos, Rodolfo tentará ocupar novamente o lugar que tinha ao lado delas.

Classificação indicativa: 16 anos

 

 

 

Azú

(Venezuela/100 min/2013)

De Luis Alberto Lamata

Sinopse: No ano de 1780, um grupo de escravos foge de uma plantação de cana-de-açúcar, à procura de um quilombo. Eles são perseguidos por Don Manuel Aguirre, um obcecado proprietário de terras, que fixou seu olhar em Azú, a linda escrava com um destino ancestral. Ação, misticismo e a luta pela liberdade se unem nessa história feminina coberta pela magia e espessura da selva.
Classificação indicativa: 14 anos

 

 

 

 

Programação:

 

Quinta-Feira (24/05)
14h –
O Processo
16h30 –
Réquiem Para a Sra.J
19h – Abertura I Mostra de Cinema Latino-Americano e Caribenho
20h30 – Oriundos de la Noche (República Dominicana/Mostra Latino-América e Caribe)

 

Sexta-Feira (25/05)
14h –
O Processo
16h30 –
Réquiem Para a Sra.J.
18h30 –
3 (Uruguai/Mostra Latino-América e Caribe)
20h30 – Mamá(Colômbia/ Mostra Latino-América e Caribe)

 

Sábado (26/05)
14h –
O Processo
16h30 – Réquiem Para a Sra. J.
18h30 – Adero (Guiana/ Mostra Latino-América e Caribe)
20h30 – El Sueño de Lu(México/ Mostra Latino-América e Caribe)

 

Domingo (27/05)

11h – Chega de Fiu Fiu (Sessão Especial)
14h –
O Processo
16h30 –
Réquiem Para a Sra. J.
18h30 –
Climas (Peru/ Mostra Latino-América e Caribe)
20h30 – La Recta Provincia (Chile/ Mostra Latino-América e Caribe)

 

 

Segunda-Feira (28/05)
18h30 –
Barrow: Defensor da Liberdade (Barbados/ Mostra Latino-América e Caribe)
20h30 – Um Lugar em El Caribe (Honduras/ Mostra Latino-América e Caribe

 

Terça-Feira (29/05)
(NÃO HAVERÁ SESSÃO)
Concerto da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro

 

Quarta-Feira (30/05)
14h00 –
O Grilo Feliz (A Escola Vai ao Cinema)
16h30 –
Réquiem Para a Sra. J.
18h30 –
Azu (Venezuela/ Mostra Latino-América e Caribe)
20h30 – Viejo Calavera (Bolívia/ Mostra Latino-América e Caribe)

 

 

S E R V I Ç O:

Ingressos: R$ 12,00 (inteira)  R$ 6,00 (meia entrada)
Programador responsável: Sergio Moriconi (smoriconi@terra.com.br)
facebook.com/cinebrasilia1960