Governo do Distrito Federal
23/04/22 às 11h23 - Atualizado em 2/06/22 às 12h19

Pedra Fundamental é restaurada pela Cultura

Texto Sérgio Maggio. Edição: Sâmea Andrade

23.04.22

08:00:00

 

Hugo LiraOuça o resumo da notícia

 

 

 

Em formato de obelisco, a Pedra Fundamental de Brasília, localizada em Planaltina, foi restaurada e entregue oficialmente durante as comemorações do “Sorria Brasília” (projeto que comemora o aniversário de 62 anos da cidade”, pelo secretário de Cultura e Economia Criativa, Bartolomeu Rodrigues, com a presença de autoridades do GDF, como o secretário de Turismo, William França, e representantes da comunidade de Planaltina, além do secretário executivo da Secec, Carlos Alberto Jr, e do subsecretário de Patrimônio Cultural, Aquilles Brayner.

 

Prestes a complementar 100 anos em 7 de setembro, a Pedra Fundamental tinha sido vandalizada com tiros e estava com base desgastada. Em 30 de outubro de 2021 o monumento foi alvo de disparos de arma de fogo, atingindo a pedra e a placa de metal. Há relatos de que militares da Coluna Prestes teriam disparados contra o monumento em 1924. No entanto, não há comprovação histórica. o Investimento foi de R$ 12.489,11.

 

O secretário Bartolomeu aproveitou para anunciar a abertura de uma provável cápsula do tempo no próximo Dia da Independência.

 

Hugo Lira

“Talvez, aqui, tenham documentos históricos incríveis. Vamos formar uma comissão entre a Secretaria de Cultura e Economia Criativa e a comunidade de Planaltina para, em seguida, depositar novos materiais a serem lidos no futuro”, apontou o gestor da pasta.

 

 

HISTÓRIAS DA PEDRA

 

 

O obelisco está localizada no Morro do Centenário a 1033 metros de altitude e 47º39′ de longitude, a exatamente 10 km de Planaltina, onde também se localiza a Igreja de São Sebastião, que tem aproximadamente 200 anos, contrastando com a idade real da localidade mais velha do Distrito Federal, Planaltina.

 

O obelisco tem forma piramidal de base quadrada com 3,75 m de altura, a contar das fundações. As suas faces estão orientadas pelos pontos cardeais. A placa comemorativa está situada na face oeste, na qual está escrito: “Sendo Presidente da República o Excelentíssimo Senhor Dr. Epitácio da Silva Pessoa, em cumprimento ao disposto no decreto n.º 4.494 de 18 de janeiro de 1922, foi aqui colocada em 7 de setembro de 1922 ao meio-dia, a Pedra Fundamental da Futura Capital Federal dos Estados Unidos do Brasil”.

 

O marco geodésico encontra-se a sete metros do monumento, a 10km de Planaltina e a 24km a NE da estação rodoviária de Brasília (em linha reta), em concreto, com chapa do IBGE cravada no topo, numa caixa com tampa móvel e de ferro fundido.

 

Na comemoração do centenário da Independência, em 7 de setembro de 1922, ao meio-dia, o presidente dos Estados Unidos do Brasil, Epitácio Pessoa, fez assentar a pedra fundamental da futura capital do país a 10 km de Planaltina. Baseada no sonho de Dom Bosco, a pedra fundamental caracterizaria o ponto central do Brasil, “entre os paralelos 15 e 20 graus.

 

Assessoria de Comunicação da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Ascom/Secec)

E-mail: comunicacao@cultura.df.gov.br