Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
2/04/18 às 15h03 - Atualizado em 13/11/18 às 14h36

Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional homenageia compositor Húngaro

COMPARTILHAR

Quatro concertos gratuitos integram a programação da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro em abril. As apresentações serão todas no Cine Brasília, terças-feiras às 20 horas.

 

Regidos por Cláudio Cohen, os músicos iniciam a série de espetáculos amanhã (3) com o Concerto Húngaro, repertório em homenagem ao compositor Béla Bartók. O grupo executa Concerto nº 2 para Viola e Orquestra nº1 (Opus póstumo), com solo de Zoltan Paulinyi, que apresenta sua própria revisão do concerto de Bartók em versão para viola pomposa, aproximando a reconstrução de Tibor Serly ao manuscrito de Bartók.

 

Saiba mais sobre o Concerto para Viola e Orquestra (Béla Bartók)

 

Com regência do maestro convidado Ênio Antunes, no dia 10 de abril, a musicalidade brasileira será exaltada com a suíte de Mulher Rendeira, de Fernando Morais; Miniatura Pernambucana, de Beetholven Cunha; e Concerto para Bandolim e Orquestra de Cordas, de Radamés Gnattali, executado pelo solista convidado Victor Angeleas. Depois das obras locais, o programa encerra com a Sinfonia nº 101 “O Relógio”, do austríaco Joseph Haydn.

 

O terceiro concerto do mês (17) apresenta ao público o Canto para Orquestra de Cordas, do alemão Fabian Müller; Brazilian Lands, do brasileiro Ricardo Calderoni; e Concerto nº 1 para Piano e Orquestra, de Johannes Brahms. Sob regência de Cláudio Cohen, o pianista suíço Joseph-Maurice Weder participa como solista convidado na última obra.

 

Encerra a programação de abril, no dia 24, uma apresentação dedicada ao trabalho do tcheco Antonín Dvořák. Novamente regidos pelo maestro titular do grupo, os músicos tocam Dança Eslava Opus 46 nº 4, Serenata para Orquestra de Cordas Opus 22 e Sinfonia nº 7 Opus 70.