Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/08/21 às 11h40 - Atualizado em 12/08/21 às 22h53

Nota de Pesar/Paulo José e Tarcísio Meira

COMPARTILHAR

Ascom/Secec

12.8.21

11:30.00

 

OUÇA O RESUMO DA NOTÍCIA

 

 

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal lamenta as mortes de dois gênios da nossa dramaturgia nacional: o ator e diretor Paulo José e o ator Tarcísio Meira. Os dois ajudaram a construir a identidade cultural do nosso país em participações no teatro, na televisão e no cinema.

 

“Paulo e Tarcísio foram inspiradores para todos os brasileiros. Minha geração, especialmente, foi afetada por esses grandiosos intérpretes. A arte brasileira segue em luto”, lamentou o secretário de Cultura e Economia Criativa, Bartolomeu Rodrigues.

 

Contemporâneos, Paulo e Tarcísio iniciaram as suas carreiras no teatro e tiveram na tevê e no cinema grandes veículos de expressões. Com uma importância especial para o cinema, Paulo José criou tipos humanizados em filmes como “Macunaíma” e “A Moça e O Padre”. No Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, Paulo José é um dos recordistas de Candangos de ator. Ganhou em 1980, 1985 e 1998.

 

 

Tarcísio explodiu como galã nas telenovelas, sendo estrela dos anos 1970 e 1980 de produções como Irmãos Coragem, de Janete Clair. Um dos últimos trabalhos de Tarcísio Meira foi a peça “O Camareiro”, que arrebatou prêmios pela qualidade das interpretações.

 

 

“A memória cultural do país passa pelas biografias desses atores em suas diversas linguagens, que sigam eternos em seus legados”, completou Bartolomeu Rodrigues

 

Assessoria de Comunicação da Secretaria de Cultura e Economia Criativa

e-mail: comunicacao@cultura.df.gov.br