Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
28/08/19 às 11h09 - Atualizado em 28/08/19 às 11h09

Mostra itinerante da 33ª Bienal de São Paulo entra em exibição no Museu da República

COMPARTILHAR

Três exposições estreiam em Brasília entre o final de agosto e início de setembro no Museu Nacional da República (MNdR), que exibe, a partir de amanhã (29), uma das mostras itinerantes da 33ª Bienal de São Paulo – “Afinidades afetivas”. As obras de 13 artistas que integram a mostra receberam mais de 700 mil visitantes no Pavilhão da Bienal, no Parque Ibirapuera, entre setembro e dezembro do ano passado.

 

Nesta quinta-feira o MNdR também abre ao público “A Experiência do Olhar”, trazendo o pintor, desenhista e gravador Eduardo Sued. Sua obra, com estética que lembra Mondrian, experimenta com formas e cores dentro de uma perspectiva construtivista, ainda que seu autor fuja de rótulos. Aos 94, Sued se notabiliza pelo uso de uma paleta variada que inclui o preto como cor.

 

No início de setembro (3) é a vez de Ding Musa, um jovem artista que tem na fotografia a base de seu trabalho. Em “Unidade de Construção”, Musa parece propor metáforas sobre o poder na capital federal ao abordar os discursos subentendidos na arquitetura e nos interiores dos prédios públicos.

 

Confira detalhes das mostras:

Museu Nacional da República recebe mostra itinerante da 33ª Bienal de São Paulo

Trabalho construtivista de Eduardo Sued ganha exposição no Museu da República

Exposição “Unidade de Construção” propõe metáforas da arte sobre o poder em Brasília