Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
26/11/18 às 15h57 - Atualizado em 26/11/18 às 15h57

Maestro Jorge Lisbôa Antunes e saxofonista Carlos Gontijo são convidados especiais da Orquestra Sinfônica nesta terça-feira

COMPARTILHAR

Concerto, que será realizado no Teatro dos Bancários, encerra a temporada de
cinco apresentações do mês de novembro

 

 

A Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro se despede da temporada de novembro com uma apresentação, nesta terça-feira (27), às 20h, no Teatro dos Bancários (314/315 sul). O maestro Jorge Lisbôa Antunes e o saxofonista Carlos Gontijo são os convidados especiais deste concerto sinfônico. A entrada é franca, mas sujeita a lotação da casa.

 

 

O concerto iniciará com a peça Jeu de Perles de Verre, de autoria de Jorge Antunes, pai do maestro Jorge Lisbôa Antunes, regente da noite. Em seguida a Orquestra Sinfônica tocará Gliese 581, do compositor colombiano Lucas Jaramillo. O solista convidado Carlos Gontijo fará sua participação especial em Árvores Lunares, para saxofone e orquestra, de Luiz Gonçalves. Para encerrar a noite, a Orquestra Sinfônica apresentará Enigma Variations, de Edward Elgar.

 

Jorge Lisbôa Antunes – Diretor Artístico e Maestro Titular da Orquestra Ars Hodierna (OAH), criada em 2007, Jorge Lisbôa Antunes é violinista graduado pela Escola de Música de Brasília e mestre de regência orquestral pela Universidade de Brasília (UnB) e Universidade Simón Bolívar, em Caracas (Venezuela). Em 2013 criou a Camerata Música Nova, especializada em obras camerísticas contemporâneas.

Carlos Gontijo – Brasiliense, Carlos Gontijo é um dos saxofonistas eruditos brasileiros mais ativos no cenário nacional e internacional. É Bacharel em saxofone pela UnB e mestre em música pela Université de Rouen (França). Atualmente é doutorando em Execução Musical (saxofone) na Universidade Federal da Bahia (UFBA), membro dos quartetos de saxofones Art&Sax e Brasília Sax e saxofonista da Banda Sinfônica da Política Militar do Distrito Federal (PMDF).