Governo do Distrito Federal
24/05/22 às 10h51 - Atualizado em 1/07/22 às 15h50

Cultura retoma licitação do Teatro Nacional

Texto e edição: Ascom/Secec

24.05.22

10:53:00

 

Ouça o resumo da notícia

 

O Governo do Distrito Federal (GDF), a Secretaria de Obras e Infraestrutura e a Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) reabrem a licitação para contratação da empresa especializada para execução de Reforma da Sala Martins Pena, compreendendo a 1ª Etapa das obras de restauro do Teatro Nacional Claudio Santoro – TNCS no valor de R$ 54.029.412,22. O espaço está sob a gestão da Secretaria de Cultura e Economia Criativa e é uma das prioridades de obras do governo.

 

Leia mais

Teatro Nacional volta à pauta de reforma

 

Foto de Hugo Lira

 

“Voltamos com todo fôlego para a retomada dessa obra vital para a economia e a cultura de Brasília”,

comemora o secretário, Bartolomeu Rodrigues.

 

O aviso de retomada de licitação para a Concorrência nº 002/2022 ocorre depois do julgamento do Tribunal de Contas do Distrito Federal que considerou, por unanimidade, improcedente a representação feita por empresa que pedia a suspensão da licitação de reforma do teatro.

 

Na retomada da licitação, foram necessários alguns ajustes em itens técnicos, alterando o projeto básico, o edital e os anexos, que precisam ser baixados novamente pelas empresas. A abertura dos envelopes com as propostas licitação que ocorre, às 9h, em 11 de julho de 2022.

 

“A população em breve poderá usufruir de um espaço totalmente revitalizado. Será feito o restauro da Sala Martins Pena, contemplando a acessibilidade, troca de revestimentos, poltronas, palco, alguns camarins, modernização da parte cenotécnica e luminotécnica. Além dos serviços específicos da sala, serão feitas intervenções na parte elétrica, sistema geral de ar condicionado, incêndio e recuperação do espaço Dercy Gonçalves”, anuncia Fernando Leite, presidente da Novacap.

 

O edital e seus anexos devem ser retirados exclusivamente no site da Novacap a partir de 25.5.

Contatos: 3403-2321 ou 3403-2322 e e-mail dilic@novacap.df.gov.br.

 

Primeira etapa da reforma, a Sala Martins Pena será completamente restaurada, abrindo o plano de trabalho para recuperação total do teatro que inclui, posteriormente, as salas Alberto Nepomuceno e Villa-Lobos.

 

Em janeiro deste ano, o governador, Ibaneis Rocha anunciou a obra, pelas redes sociais, rompendo quase uma década de palco vazio e luzes apagadas.

 

“Fechado há 8 anos, vamos começar as obras para reabrir o Teatro Nacional Cláudio Santoro. Desde o 1º dia do nosso governo estamos resolvendo pendências deixadas por um projeto de reforma, buscando até mesmo financiamento externo”, contou o governador.

 

A SALA MARTINS PENA

Fundação Athos BulcãoInaugurada oficialmente em 1966, possui capacidade de 407 lugares, palco de 235 m², com 12 m de abertura e 15 de profundidade, 1 elevador e 15 camarins. No foyer, conta com painel de azulejos de Athos Bulcão e é bastante utilizada para exposições. Possui um busto de Ludwig Van Beethoven, doado pela Embaixada da Alemanha. Destina-se a saraus, performances, lançamentos de livros, coquetéis e exposições, com área de 412 m².

 

Um dos destaques da Sala Martins Pena é a obra “Painel Acústico”, de Athos Bulcão, localizada na parede direita (visão do palco). A obra é formada por 23 conjuntos de quatro peças de madeira envernizada, fixadas no topo da parede, dispostos em alturas variáveis. A obra tem uma variação contínua de altos e baixos relevos e é de 1978. O estudo de cores dos estofados, carpete e cortinas é assinado pelo artista.

 

Assessoria de Comunicação da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Ascom/Secec)

E-mail: comunicacao@cultura.df.gov.br