Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
30/07/19 às 19h16 - Atualizado em 30/07/19 às 19h16

Fundação “Brasil Meu Amor” apresenta projeto cultural para os 60 anos de Brasília

COMPARTILHAR

O secretário executivo da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal (Secec), Cristiano Vasconcelos recebeu nesta segunda-feira (29) representantes do Conselho de Desenvolvimento Econômico, Codese DF e da Fundação Brasília Meu Amor. A pauta do encontro foi a apresentação de um projeto cultural para celebrar os 60 anos de Brasília.

 

Na ocasião, a comitiva, comandada pela coordenadora da fundação, a cantora e historiadora Gláucia Nasser, apresentou um projeto amplo, que vai de agosto até abril, mês do aniversário da capital. Para Gláucia, Brasília é o lugar que simboliza a superação e a união entre as nações e este sentimento precisa ser disseminado através do patriotismo. “A memória afetiva pela história da capital precisa ser resgatada e um dos caminhos é pela cultura,” revela Nasser.

 

Nomeada de “Brasília 60 anos”, a iniciativa consiste em promover a cultura em todas as Regiões Administrativas do DF, transmitindo a mensagem amor pela cidade e pelos pioneiros que levantaram a capital. “Foi de modo tão corajoso e inusitado que em apenas três anos e oito meses Brasília nasceu pelo pensamento audacioso do ex-presidente Juscelino Kubistchek e sua equipe”, ressalta Gláucia.

 

Classificados por períodos, a equipe detalhou o projeto que cada mês acolhe uma exposição itinerante, promovida por oficinas de capacitação para a comunidade. Peças produzidas em ateliês de crochê, artesanatos diversos e pinturas farão parte do acervo das exposições. Além disso, espetáculos musicais, com shows, DJs e peças teatrais estão previstos para circular na cidade, de acordo com o calendário até 21 de abril de 2020.

 

Cristiano Vasconcelos concordou que o resgate afetivo pela história da capital precisa ser feito e colocou a Secec à disposição para implementar a ideia, tendo em vista os prazos e as possibilidades reais de tramitação de projetos de competência da pasta, e falou sobre as possibilidades de captação de recursos para a realização dos projetos de cultura no Distrito Federal. “Acredito que Brasília é a capital da superação e da esperança e merece ser lembrada por isso”, argumenta.