Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
16/03/18 às 13h31 - Atualizado em 13/11/18 às 15h31

Governador recebe Fórum de Graffiti

COMPARTILHAR

 

 

 

Um grupo de 21 artistas do Fórum de Graffiti do Distrito Federal apresentou ao governador Rodrigo Rollemberg, nesta quinta-feira (15), propostas para valorização do grafite como expressão artística. O encontro, articulado pela Secretaria de Cultura, faz parte da estratégia de diálogo entre poder público e sociedade civil para construção de uma política específica de reconhecimento e incentivo dessa modalidade de arte urbana ainda muito discriminada.

 

Veja aqui a galeria de fotos da reunião.

 

Entre as ações elencadas estão a criação de um centro de referência do grafite no DF e medidas para estimular a participação dos grafiteiros nos chamamentos de contratações artísticas e nos editais do Fundo de Apoio à Cultura (FAC). “Queremos fazer também um museu de arte urbana em Brasília, pintando as passagens subterrâneas do Eixão”, antecipou Paulo Sérgio Sousa, o Curujito.

 

“As propostas aqui apresentadas são resultado de uma construção coletiva, a partir do diálogo permanente que a Secretaria de Cultura, por meio da Subsecretaria de Diversidade e Cidadania, estabeleceu com o movimento do grafite. A arte urbana ainda é muito marginalizada e cabe ao poder público dar o apoio necessário para que ela possa se manifestar livremente”, afirmou o secretário de Cultura, Guilherme Reis.

 

 

 

A grande preocupação apresentada pelo grupo refere-se ao Programa de Combate a Pichações no DF, instituído pela Lei nº 6.094/2018. “Essa norma acaba por criminalizar a juventude envolvida na cultura do grafite, um movimento que traz ganhos sociais, culturais e artísticos para a sociedade”, explica Thamiris Silva, conhecida como Flora.

 

Após ouvir as demandas do movimento, o governador Rodrigo Rollemberg assumiu o compromisso de que o governo seguirá as conversas com o Fórum do Graffiti para finalizar o quanto antes a minuta do decreto da política. “Com esse instrumento legal, vamos definir espaços e formas de incentivo para que os artistas do grafite possam exibir seus trabalhos. Rollemberg também afirmou que vai levar aos deputados distritais as ponderações apontadas pelo grupo sobre a Lei nº 6.094/2018 para que ela possa ser revisada.

 

A reunião realizada no Palácio do Buriti também contou com as presenças da subsecretária de Cidadania e Diversidade (SCDC/Secult), Jaqueline Fernandes, e da gerente de Inclusão e Acessibilidade da SCDC, Katharina Meneses.

 

O Fórum de Graffiti foi criado em maio de 2017, durante o I Encontro de Grafite do Distrito Federal. A ideia apresentada pela Subsecretaria de Diversidade e Cidadania e abraçada pelo movimento vai ao encontro das ações promovidas pela Secretaria de Cultura, nos últimos três anos, para dar voz a segmentos artísticos e culturais historicamente esquecidos pelo poder público.