Governo do Distrito Federal
23/06/22 às 17h43 - Atualizado em 23/06/22 às 18h32

Rock celebra a Brasília Ibero-americana

Texto: Sâmea Andrade/ Edição: Deborah Gouthier (Ascom Secec)

23/6/2022

15:47:01

 

 

Ouça o resumo da notícia:

Fortalecer os laços de amizade com países vizinhos e exaltar nossa identidade ibero-americana. Essa é a proposta da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec) ao celebrar Brasília como Capital Ibero-americana das Culturas em 2022. Para abrir o calendário de eventos em grande estilo, a Concha Acústica recebe, de 24 a 26 de junho, o Festival de Rock Ibero-americano, que vai levar os mais diversos acordes do gênero à população do Distrito Federal em programação totalmente gratuita.

 

Realizado por meio de termo de fomento entre a Secec e a Organização da Sociedade Civil Instituto Brasileiro de Empreendedorismo, Tecnologia e Inovação (IBETI), no valor de R$ 990 mil reais, o Festival traz atrações que prometem agradar dos mais jovens à velha guarda do rock, dos clássicos aos metaleiros de plantão. O público poderá conferir a premiada banda local Scalene, mas também grupos de outros estados, como Far from Alasca (RN), Aurora Rules (GO) e Dead Fish (SP). O último dia de festival terá ainda a banda argentina Eruca Sativa, que já recebeu várias indicações ao Grammy Latino e se apresenta pela primeira vez no Brasil.

 

Os ingressos podem ser retirados pela plataforma Sympla. Para acesso ao evento é necessário apresentar comprovante de duas doses da vacinação contra Covid-19, comprovante de retirada do ingresso e documento de identidade original com foto. O Festival conta também com a presença de cervejarias artesanais, food trucks, entre outras atrações. A classificação é livre.

 

Hugo Lira

 

“Vamos honrar esse prêmio fortalecendo nossas raízes ibero-americanas, estreitando nossa relação de amizade com os países vizinhos e, assim, levar a arte e a cultura para toda a população do DF”, afirmou o secretário de Cultura e Economia Criativa, Bartolomeu Rodrigues.

 

 

PROGRAMAÇÃO DIVERSIFICADA

 

Ao longo do ano, a capital federal vai receber outros eventos e políticas públicas para celebrar com excelência o título oferecido pela União das Cidades Capitais Ibero-americanas (UCCI), rede de cidades da qual Brasília é membro desde 1986.

 

A organização internacional escolhe, a cada ano, uma capital que recebe a incumbência de promover a diversidade cultural ibero-americana, fomentar o diálogo intercultural e ações de intercâmbio. No processo de candidatura, foram avaliados conteúdo artístico e cultural da proposta, estratégia cultural de longo prazo, dimensão ibero-americana e participação da comunidade.

 

Para além do Festival de Rock Ibero-americano, estão previstos ainda este ano concerto, mostra de filmes, concurso de literatura, residência artística, workshop de grafite, entre outras ações fomentadas pela Secec para celebrar a herança ibero-americana. Toda essa gama de ações chega para enriquecer a arte e a cultura locais e, assim, aumentar a oferta de opções culturais à população do Distrito Federal como um todo.

 

Desde a candidatura, a Secretaria de Cultura e Economia Criativa tem contado com o apoio do Escritório de Assuntos Internacionais do DF (EAI) para a realização de atividades relacionadas ao tema. Chefiado por Renata Zuquim, o órgão é responsável pelo relacionamento do Governo do Distrito Federal com organismos internacionais sediados em Brasília.

 

Renata Zuquim

“Estamos trabalhando para promover Brasília, em 2022, como Capital Ibero-americana das Culturas. Acreditamos na importância desse título como forma de intensificar o aspecto cosmopolita de Brasília, integrando nossa capital às demais, fortalecendo as relações internacionais e promovendo a valorização da identidade ibero-americana, que é tão rica e diversa”, afirma Renata Zuquim, no comando do EAI.

 

Ao longo desta gestão, as duas áreas do governo vêm atuando em coordenação para que sejam implementadas políticas públicas e programação cultural compatível com o que se espera da Capital Ibero-americana das Culturas, com o suporte do comitê curatorial formado por órgãos do GDF, criado para ratificar as ações propostas.

 

INVESTIMENTO

O Eixo Cultural Ibero-americano é o local escolhido para concentrar a maior parte dos eventos planejados para 2022. O antigo espaço Funarte recebeu reparos primeiramente na Galeria Fayga Ostrower, reaberta ao público em fevereiro com a exposição “Maravilhas do México”. A próxima entrega será o Teatro Plínio Marcos, em processo de revitalização, com previsão de inauguração em agosto.

 

Como exemplo da determinação do Governo do Distrito Federal em promover Brasília como Capital Ibero-americana das Culturas em 2022, a Secec também lançou edital para selecionar uma Organização da Sociedade Civil (OSC) para executar as demais ações pertinentes ao tema previstas neste ano.

 

Com recurso de R$ 1 milhão, a OSC vencedora será a responsável por ofertar programação cultural alinhada com a diversidade das identidades presentes na cidade e promover o intercâmbio cultural entre os artistas e entidades dos países da Ibero-américa, por meio de atividades formativas, eventos e políticas públicas sustentáveis. As inscrições estão abertas até 1° de julho.

 

A Escola de Carnaval, outro projeto da Secec que segue em execução, não ficou de fora e designou como tema dos enredos dos blocos e das escolas de samba em 2023 a celebração de Brasília como Capital Ibero-americana das Culturas. Assim, as músicas que embalarão os foliões no próximo carnaval do Distrito Federal vão exaltar a natureza e a história dos países ibero-americanos, revelando traços comuns entre a cultura local e a desses diversos territórios.

 

A iniciativa, fruto de edital de chamamento público lançado pela Secec em 2021, com aporte total de R$ 1,5 milhão, tem capacitado as agremiações do DF para retornarem à ativa com toda potência em 2023, após dois anos de suspensão dos festejos de carnaval em decorrência da pandemia da Covid-19.

 

Confira Calendário oficial Capital Ibero-americana das Culturas em 2022:

 

Festival Ibero-americano de Artes Integradas – 21.6 a 2.7

Recurso: R$ 400 mil – FAC Brasília Multicultural 2

Local: Cine Brasília, Espaço Cultural Renato Russo e CCBB

 

Festival de Rock Ibero-americano24 a 26.6

Local: Concha Acústica

Recurso: R$ 990 mil – Termo de fomento

 

Festival Latinidades22 a 24.7

Local: Museu Nacional da República

Recurso: R$ 390 mil – Fundo de Apoio à Cultura

 

Mostra de Cinema Ibero-americano – 4 a 14.8

Local: Cine Brasília

 

Exposição ViVer Brasília – 8.9 a 2.10

Local: Galeria Fayga Ostrower, no Eixo Cultural Ibero-americano

 

Bienal Internacional do Livro de Brasília – 9 a 18.9

Local: Eixo Cultural Ibero-americano

Recurso: Termo de fomento e Programa de Incentivo Fiscal

 

Residência artística na cidade do Porto – 15.9 a 15.11

Local: Porto (Portugal)

 

I Prêmio Candango de Literatura – 21.9

Cerimônia de premiação

Recurso: R$ 1 milhão – Termo de Colaboração

 

Concerto Ibero-americano – 17.11

Local: Teatro Plínio Marcos

 

Assessoria de Comunicação da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Ascom/Secec)

E-mail: comunicacao@cultura.df.gov.br