Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
21/08/19 às 19h39 - Atualizado em 22/08/19 às 14h39

Escola vai ao Cinema: Festival Infantil de Animação é exibido no Complexo Cultural de Planaltina

COMPARTILHAR

Em novo cenário, o Festival Infantil de Animação foi a atividade extraclasse para os estudantes da rede pública de ensino na tarde de hoje (21) . O projeto Escola Vai ao Cinema (EVC), de iniciativa da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal (Secec) em parceria com a Secretaria de Educação, recebeu, no Complexo Cultural de Planaltina (CCP), alunos do Ensino Fundamental, sendo a maioria de escolas das zonas rurais da Região Administrativa.

 

Com o intuito de promover a difusão cultural, o CCP foi um dos equipamentos escolhidos para a exibição do festival que, de acordo com programação, vai passar por outras localidades do DF, como Samambaia e Casa do Cantador, em Ceilândia.

 

Aplaudidos com euforia pelas crianças, os curtas Salu e o Cavalo Marinho, Dinossauro Rex, Contos Incontados – Branca de Neve, O Diário de Mika, Virando Gente, Contos Incontados -Aladim e a Lâmpada Maravilhosa, Aquitã, O Indiozinho, Por que Eu Nasci Dessa Cor, Lipe e, por fim, Vovô e o Monstro apresentaram temas diversos. Todos os filmes são da Associação Brasileira de Cinema de Animação (ABCA) e foram dirigidos e produzidos por artistas brasileiros.

 

Neste encontro, o EVC – edição Planaltina recepcionou cerca de 270 crianças de 7 a 13 anos das Escolas Classe Reino das Flores, Nº 15, Monjolo, Altamir, Assis Chateaubriand e Nº 04 de Planaltina.

 

De acordo com a vice-diretora da Escola Classe Reino das Flores, Elizabeth Rodrigues, a atividade próxima à escola favorece o acesso dos alunos à cultura. “Muitas de nossas crianças nunca tiveram acesso a uma sessão de cinema, devido aos problemas de transporte e acessibilidade. Certamente vamos inscrever a nossa escola em todos os eventos que o projeto disponibilizar”, conta.

 

João Gabriel, de 7 anos, aluno da Escola Classe Altamir, aproveitou o passeio e elegeu seu curta favorito. “Gostei muito do “Salu e o Cavalo Marinho”, mas também me diverti com todos os desenhos e quero voltar outra vez ao cinema”, relata.

 

A equipe pedagógica do programa comemora a expansão da ação para outros pontos do Distrito Federal. Segundo a coordenadora do projeto na Secec, Ilane Nogueira, a sensação de pertencimento local dos alunos em eventos culturais é o principal foco das atividades que acontecem durante todo o ano letivo. “O objetivo de expandir o EVC para as RAs é desenvolver a perspectiva de apropriação cultural nas crianças, estimulando o sentimento com a região que eles vivem”, explica.

 

 

Foto: Ludimila Barbosa SECEC DF