Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
6/10/22 às 11h44 - Atualizado em 6/10/22 às 16h13

Envelopes da licitação do Teatro Nacional são abertos

Texto e edição: Ascom Secec

11/07/2022

15:02:00

 

Nesta segunda-feira, 11/7, às 9h, a Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) abriu os envelopes com a documentação e a proposta técnica para a licitação Concorrência nº 002/2022 a fim de contratar empresa ou consórcio que vai executar a reforma da Sala Martins Pena. A obra compreende a primeira etapa de restauro do Teatro Nacional Claudio Santoro (TNCS), no valor estimado de R$ 54.029.412,22. O espaço está sob a gestão da Secretaria de Cultura e Economia Criativa e é uma das prioridades para o segundo semestre. A Comissão Permanente da Licitação constatou a presença das seguintes empresas/consórcios:

 

– Engemil Engenharia Emprendimentos de Manutenção e Instalações Ltda.

– Concrepoxi Engenharia Ltda.

– Porto Belo Engenharia e Comércio Ltda

– Consórcio Squadro/Total QP.

– Consórcio Teatro de Brasília (Concrejato Serviços Técnicos de Engenharia e MPE Engenharia e Serviços S/A).

 

Leia mais: Cultura retoma licitação do Teatro Nacional

 

Foto de Júnior Aragão

“Estamos cada vez mais perto de realizar esse objetivo primaz de iniciar os trabalhos para restaurar o Teatro Nacional, fechado há oito anos”, comemora o secretário de Cultura e Economia Criativa, Bartolomeu Rodrigues. Agora, o certame prossegue para a divulgação do resultado da primeira fase (documentação) no site da Novacap. O prazo para conhecer o vencedor da licitação é de 30 dias corridos.

 

“O restauro da Sala Martins Pena contemplará a acessibilidade, troca de revestimentos, poltronas, palco, alguns camarins, modernização da parte cenotécnica e luminotécnica. Além dos serviços específicos da sala, serão feitas intervenções na parte elétrica, sistema geral de ar condicionado, incêndio e recuperação do espaço Dercy Gonçalves”, completa Fernando Leite, presidente da Novacap.

 

A SALA MARTINS PENA

Inaugurada oficialmente em 1966, possui capacidade de 407 lugares, palco de 235 m², com 12 m de abertura e 15 de profundidade, 1 elevador e 15 camarins. No foyer, conta com painel de azulejos de Athos Bulcão e é bastante utilizada para exposições. Possui um busto de Ludwig Van Beethoven, doado pela Embaixada da Alemanha. Destina-se a saraus, performances, lançamentos de livros, coquetéis e exposições, com área de 412 m².

 

Um dos destaques da Sala Martins Pena é a obra “Painel Acústico”, de Athos Bulcão, localizada na parede direita (visão do palco). A obra é formada por 23 conjuntos de quatro peças de madeira envernizada, fixadas no topo da parede, dispostos em alturas variáveis. A obra tem uma variação contínua de altos e baixos relevos e é de 1978. O estudo de cores dos estofados, carpete e cortinas é assinado pelo artista.

 

 

Assessoria de Comunicação da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Ascom/Secec)

E-mail: comunicacao@cultura.df.gov.br