Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/07/19 às 15h57 - Atualizado em 20/07/19 às 17h57

Encontro de viola caipira debate a arte de raiz

COMPARTILHAR

Secretário de Cultura e Economia Criativa defende papel do estado na divulgação da cultura imaterial

 

O secretário de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal (Secec), Adão Cândido, discursou hoje em defesa da tradição caipira na abertura do Encontro de Violeiros e Violeiras 2019 no Complexo Cultural de Planaltina: “Sou do Rio Grande, onde ser gaúcho e ser caipira caminham juntos. As tradições de raiz precisam do apoio do estado para chegar a um público maior. Nossa gestão dentro do governo Ibaneis é de compromisso com esse patrimônio imaterial, assim como trabalhamos pela preservação de monumentos arquitetônicos”.

 

O Encontro abriga em sua programação, ao lado de apresentação de típicas duplas de violeiros, o seminário “Música Caipira 90 Anos Rumo aos 100”, reunindo pesquisadores, produtores e artistas do segmento. “A música caipira tem uma força fabulosa, mas enfrenta uma luta desigual com segmentos mais comerciais, como o sertanejo, mais divulgado pela mídia por seu apelo de consumo”, afirma o violeiro, produtor cultural e curador do evento, Volmi Batista.

 

O presidente do Clube do Violeiro Caipira Luiz Fernandes, destaca, apesar do quadro adverso apontado por Batista, o avanço do instrumento musical na cena cultural.“A viola hoje é elemento presente na música clássica, no universo erudito”. Uma exposição de instrumentos, livros, revistas e cordel montada pelo Clube amplia as possibilidades de acesso do público à arte.

 

“Planaltina é historicamente Goiás, então o evento está num lugar apropriado”, lembra o subsecretário de Difusão e Diversidade Cultural, Pedro Paulo de Oliveira (Pepa). Com raiz em São Paulo, onde a música caipira foi organizada como gênero por Cornélio Pires na década de 1920, e gravação do primeiro LP em 29, a tradição se irradiou para o Sul e o Centro-Oeste. Cândido testemunha a influência do gênero nos Pampas: “Cresci ouvindo Teixeirinha”, refere-se a Vítor Mateus Teixeira, de Porto Alegre, ícone da música tradicionalista regional.

 

O titular da Secec convocou produtores locais a se inscreverem na linha Ocupação do Fundo de Apoio à Cultura (FAC), que tem R$ 900 mil para fomento de atividades nos equipamentos culturais do Governo do Distrito Federal. “Podemos mandar nossos técnicos para ensinar como escrever e submeter projetos”, disse a uma plateia interessada.

 

Programação

 

Sábado, 20 – Anfiteatro 09h – Abertura do Seminário Música Caipira 90 Anos rumo aos 100 Atração Musical: Gabi Viola (DF) 14h – Seminário Música Caipira 90 Anos rumo aos 100 – 2ª parte Atração Musical: Claudinho da Viola – Lançamento do CD Viola em Serenata 19h – Roberto Corrêa (DF) Rener e Cabral Moisés Mozer e Luiz Borges Macedo e Mariano As Galvão (SP) BAILÃO: Trio Estrela de Ouro (DF) – Palco externo

 

Domingo, 21 – Anfiteatro 09 às 12h – Oficina de Viola com prof. Onício Rosa (Dyego Violeiro) 16h – Apresentação dos alunos do Núcleo de Ensinamento da Viola de Planaltina/DF Juliana Andrade – SP Idelbrando e Barcellus Ânderes e Fernandes Dyego e Gustavo Pereira Da Viola (MG) BAILÃO: André e Andrade (GO)- Palco externo

 

Atividades diárias

 

Exposição “90 Anos da Música Caipira”, com instrumentos musicais e objetos históricos Espaço Interativo – Música e Literatura Praça de Alimentação

 

Serviço

 

Encontro de Violeiros e Violeiras do DF
Informações: Clube do Violeiro Caipira (61) 3301-5888 e 3301-1267
Redes Sociais facebook.com/encontrodevioleirosdf instagram: @clubedovioleirocaipira
Entrada franca