Governo do Distrito Federal
23/03/22 às 16h37 - Atualizado em 18/04/22 às 12h18

Cultura descentraliza política pública

Texto Loane Bernardo. Edição: Sérgio Maggio (Ascom/Secec)

23/03/2022

16:00:23

 

Ouça o resumo da notícia

 

Com o objetivo de descentralizar a cultura no Distrito Federal e ampliar o alcance do acesso às políticas públicas por meio de ações de democratização e difusão, a Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec) lança o projeto “Cultura nas Cidades”, num investimento de R$ 3,6 milhões.

 

O projeto começa as atividades nesta quinta-feira (24.3), simultaneamente, no estacionamento do Centro Cultural de Ceilândia (até 31.3) e na área externa da Administração Regional da Estrutural (até 3/4).

 

Dividido em três eixos, (“capacitação para o mercado da economia da cultura”; “descentralização de recursos”; e “apoio às gerências de Cultura das Regiões Administrativas”), o projeto tem expectativa de atender 30 mil pessoas.

 

Depois de Ceilândia e Estrutural, o Cultura nas Cidades passará por Sol Nascente/Pôr do Sol, Sobradinho II, Samambaia, São Sebastião, Gama, Paranoá, Taguatinga, Arniqueira/Areal, Recanto das Emas, Santa Maria, Brazlândia, Varjão e Riacho Fundo II.

 

“É missão dessa gestão equalizar as condições de acesso à política pública em todo o Distrito Federal. Esse projeto nasce dessa urgência. O cidadão-artista de todas as Regiões Administrativas precisa ter o direito a utilizar os recursos públicos para cultura da mesma forma”, destaca o secretário de Cultura e Economia Criativa, Bartolomeu Rodrigues.

 

No projeto “Cultura nas Cidades”, o primeiro eixo oferece os cursos de Gestão Cultural, Acessibilidade Cultural,  Captação e Gestão de Recursos, Comunicação de Projetos Culturais e Empreendedorismo Cultural e Formas de Economia Criativa.

 

Cada curso possui uma carga horária de 20 horas. A inscrição oferecido nos períodos vespertino e noturno. A inscrição é gratuita e feita no site do projeto. Basta preencher o formulário com nome, e-mail, telefone, endereço, Região Administrativa e opção de curso.

 

O segundo eixo é o de descentralização. Os serviços da Secec seguem itinerantes e visitam as cidades. Assim, serão disponibilizadas cinco mesas com computadores, de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h, e, aos sábados, das 9h às 12h, para atender a e orientar os agentes culturais para as principais políticas públicas da pasta. Também será oferecido transporte para as turmas visitarem os equipamentos culturais da Secec. Essa atividade contará como carga horária extra para aqueles que participarem.

 

À frente da iniciativa na Secec, a subsecretária de Difusão e Diversidade Cultural, Sol Montes, explica que o “Cultura nas Cidades” atua também como um apoio aos gerentes de cultura com um fomento prático das suas atividades na ponta.

 

foto: Marina Gadelha - Secec/DF

Sol Montes

“O projeto é uma resposta às demandas dos gerentes de cultura com apoio direto as suas atividades culturais,” aponta Sol.

 

Essa demanda se reflete no terceiro eixo, que surge com o objetivo de apoiar as atividades culturais das Gerências de Cultura e fomentar os artistas de cada localidade. Cada RA terá três dias seguidos de atividades culturais e receberá uma verba para contratação artística e instalação de infraestrutura para as atividades culturais.

 

A interlocução com os gerentes de Cultura do DF tem sido trabalhada pela Rede Integra Cultura (RIC), composta por representantes da Secec, da Segov, dos gerentes de Cultura lotados nas Administrações Regionais e do Conselho de Cultura do Distrito Federal.

 

O “Cultura nas Cidades” é um termo de colaboração assinado com o Instituto Cultural e Social do Distrito Federal (InCS-DF), a partir de chamamento público.

 

Cultura nas Cidades – Ceilândia e Estrutural

Quando: Ceilândia: 24 a 31 de abril | Estrutural: 24 de março a 03 de abril

Onde: Estacionamento do Centro Cultural de Ceilândia, e ao lado da Administração Regional da Cidade Estrutural

Inscrições: clique aqui

Informações: culturanascidades2022@gmail.com e @culturanascidades (instagram)