Governo do Distrito Federal
18/02/22 às 10h39 - Atualizado em 18/02/22 às 11h33

Cultura busca especialista em acessibilidade

Texto: Alexandre Freire /Edição: Sérgio Maggio (Ascom Secec)

18/2/2022

10:05:34

 

Ouça o resumo da notícia:

 

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec) publicou, nesta sexta-feira (18.2), edital para selecionar consultor com pesquisa em acessibilidade de pessoa com deficiência. Em cooperação com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e Cultura (Unesco), a ação visa ao fortalecimento e à modernização das medidas de acessibilidade para promoção do direito da cultura às pessoas com deficiência.

 

“A demanda surgiu a partir de pedidos e apontamentos da comunidade cultural”, explica a chefe da Assessoria Jurídico-Legislativa da Secec, Laís Valente.  “Para realizarmos melhorias nas políticas públicas de acessibilidade, elaboramos o projeto de consultoria para contratar profissional qualificado na área”, justifica.

 

Os interessados no trabalho com duração prevista de 225 dias deverão enviar o Formulário de Inscrição e o Currículo de hoje até 4 de março no e-mail prodoc@cultura.df.gov.br.

 

Acesse o edital

Formulário de Edital TR 04/2022

Formulário de Inscrição TR 04/2022

 

 

Os candidatos devem ter pós-graduação concluída em qualquer área, com dissertação ou trabalho de conclusão de curso relacionados ao tema da acessibilidade da pessoa com deficiência. São qualificações desejáveis mestrado ou doutorado e três anos comprovados de experiência profissional.

 

CIDADE ACESSÍVEL

 

Dados do último censo demográfico do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de 2010, apontam que 24% da população têm algum tipo de deficiência. É preciso que a cidade fique cada vez mais se prepare para acolher esse público. Equipamentos culturais, por exemplo, precisam de aprimoramentos na faixa tátil de percurso e de alerta para pessoas com deficiência visual, sinal sonoro nos semáforos de pedestres, construção de rampas, realocação das lixeiras, implantação de corrimão intermediário nas escadas e manutenção de calçadas, entre outras.

 

Grelhas pluviais e juntas de dilatação no chão, totens fora dos padrões e uma série de obstáculos invisíveis para quem não é pessoa com deficiência dificultam e podem inviabilizar o acesso a esses espaços.

 

“Busca-se, com a presente consultoria, dar efetividade às políticas públicas culturais voltadas às pessoas com deficiência estabelecidas nas mais diversas normas e convenções internacionais, de forma a colocar o Distrito Federal na vanguarda da acessibilidade”, reforça Valente.

 

Laís lembra que a pasta já dispõe de diversas ações voltadas à acessibilidade na cultura, como, por exemplo, a Portaria nº 100, de 11 de abril de 2018, que institui a política cultural de acessibilidade no âmbito da gestão pública do setor no DF.

 

“Apesar disso, verificou-se a necessidade de aprimorar as políticas públicas voltadas às pessoas com deficiência, tanto no que tange à fruição cultural (o público) quanto no que tange ao fazer cultural (agentes culturais com deficiência)”, arremata.

 

Assessoria de Comunicação da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Ascom/Secec)

E-mail: comunicacao@cultura.df.gov.br