Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
2/05/19 às 11h01 - Atualizado em 2/05/19 às 16h20

Conselho Curatorial da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro realiza a primeira reunião da gestão

COMPARTILHAR

A primeira reunião da gestão do Conselho Curatorial da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro foi realizada nesta terça-feira (29). Liderada pelo secretário de Cultura, Adão Cândido, a ocasião teve por objetivo apresentar aos membros do conselho as ações que foram feitas até o momento e reunir ideias de medidas para a valorização dos músicos e bom rendimento do trabalho da Orquestra e sua contribuição para a sociedade.

 

Na ocasião, estiveram presentes os membros do Concelho Curatorial, composto pelo vice-diretor da Escola de Música de Brasília, Davson de Souza, o membro do departamento de Difusão Cultural do Itamaraty, Gustavo de Sá, o professor de música da Universidade de Brasília, Ricardo Dourado e as representantes da OSTNCS, Lilian Raiol e Larissa Cello, além da participação do Maestro Claudio Cohen, membro do Conselho Gestor.

 

A Orquestra do Teatro Nacional Claudio Santoro é considerada patrimônio cultural imaterial do Distrito Fedeal, sendo assim, o Conselho Curatorial tem por competência contribuir com as ações de valorização dos músicos, da memória e dos equipamentos culturais, monitorar as programações e disseminar a cultura da música da orquestra e pensar junto com a Secretaria de Cultura em como desenvolver as atividades previstas.

 

Para o secretário Adão Cândido, a intenção do CC será analisar o dia-a-dia da OSTNCS para construir políticas públicas para a área junto ao GDF, além de perceber as melhorias culturais para o patrimônio, formatar projetos, discutir alternativas de captação de recursos orçamentários. A ideia é estudar a formação de parcerias que auxiliem nos âmbitos cultural e institucional. “A reunião de hoje tem o objetivo de apresentar as demandas da Orquestra, promover um debate produtivo e traçar metas para soluções efetivas,” completou Cândido.

 

Melhorias como a transferência do acervo da Claudio Santoro para a Biblioteca Nacional, a catalogação e digitalização dos arquivos, aquisição de estantes para a transferência das obras e iniciar um processo de capacitação dos servidores para trabalhar em prol da revitalização do acervo CS, foram as primeiras sugestões pautadas pelo Conselho durante a reunião.

 

Sobre os espaços físicos onde a Orquestra se apresenta de modo provisório, diante da interdição do Teatro, o secretário apresentou o projeto de adaptação exclusiva do Cine Brasília para receber os concertos adequadamente. O desenho prevê a construção de camarins para acolhimento dos músicos antes e depois das apresentações e foi sugerida uma reforma acústica, visando a saúde dos músicos, com a melhoria da qualidade do som.

 

Por fim, o Secretário acolheu as sugestões apresentadas e sugeriu que fossem feitas visitas aos equipamentos culturais, em especial o auditório do Museu Nacional da República, que também é uma opção de palco para as apresentações da Sinfônica e garantiu a entrega da Sala Martins Penna no próximo ano.