Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
6/10/22 às 11h28 - Atualizado em 14/10/22 às 16h38

Cine Brasília modernizado exibe pré-estreia de “Noites Alienígenas”

Texto e edição: Ascom Secec

6/10/2022

10:00

 

 

O Cine Brasília vai exibir nesta quinta-feira, dia 6/10, às 20h, o filme “Noites Alienígenas”, de Sérgio de Carvalho. A sessão única e exclusiva, que ocorre antes da distribuição comercial do longa-metragem, marca o início da gestão compartilhada do espaço cultural da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal (Secec) com a organização da sociedade civil Box Cultural, em parceria que seguirá pelos próximos 12 meses. Com a novidade, o Cine Brasília volta a ter uma programação regular de filmes e se moderniza, passando a contar com bilhetagem digital, rede pública de wi-fi, automatização do ar-condicionado e aquisição de servidor multimídia para recepção de formatos digitais.

 

Foto de Hugo Lira“Essa era uma aspiração do Cine Brasília, que vínhamos amadurecendo, porque ele precisava de uma verdadeira modernização. O espectador merece alguns confortos que um cinema dessa magnitude deve e pode oferecer”, explica o secretário de Cultura e Economia Criativa, Bartolomeu Rodrigues. “A gestão compartilhada facilita que o Estado faça a preservação do espaço cultural, que é um dos poucos cinemas de rua do Brasil, em sua integridade, enquanto a Box Cultural, instituição responsável, atende essas demandas por mudança. A iniciativa  implementa no Cine Brasília um sistema moderno de atendimento e acessibilidade e, claro, oferece também uma programação sintonizada com a cultura nacional, pois esse é o grande papel de um cinema público.”

 

A Box Cultural foi selecionada por meio de edital de chamamento público e tem, entre suas propostas, a intenção de priorizar lançamentos e pré-estreias, exibição de curtas e promoção de mostras de cinema negro, além de produções LGBTQIAP+ e de pessoas com deficiência. Estão previstos também a realização de laboratórios audiovisuais, aulas com especialistas, oficinas de audiovisual, assim como a criação de um núcleo de desenvolvimento de projetos e de seminários em parcerias com a Universidade de Brasília (UnB) e com o Instituto Federal de Brasília (IFB).

 

A direção geral fica a cargo de Sara Rocha e a programação ficará sob a curadoria do professor e crítico Sérgio Moriconi. “O retorno da programação regular é um dos pontos de maior importância nesse novo modelo de gestão. O Cine Brasília volta a oferecer filmes todos os dias, de domingo a domingo, para diversos tipos de público. E também trazendo a volta da programação infantil, com exibições diárias e uma integração com a rede pública de ensino, pensando na formação de novos públicos”, destaca a diretora.

 

“O Cine Brasília é um dos mais importantes equipamentos culturais de exibição cinematográfica do país, palco do prestigioso Festival de Brasília do Cinema Brasileiro e, com essa parceria, avança no desafio de qualificar sua programação e dar maior conforto ao seu público apaixonado”, comemora a subsecretária de Economia Criativa da Secec, Ângela Inácio.

 

Divulgação

 

NOITES ALIENÍGENAS

Para marcar esse novo momento, o público poderá prestigiar a sessão especial de pré-estreia de “Noites Alienígenas”, primeiro longa-metragem de Sérgio de Carvalho, diretor paulista, que há 20 anos vive no Acre, onde produziu a obra. O filme conta a história de três amigos de infância – Rivelino (Gabriel Knox), Sandra (Gleici Damasceno) e Paulo (Adanilo) – da periferia da capital Rio Branco, na fronteira entre o mundo urbano e a floresta, a partir da chegada ao local do crime organizado ligado ao tráfico de drogas, vindo do Sudeste do país.

 

A obra é inspirada no romance de mesmo nome escrito por Sérgio de Carvalho e lançado em 2011, que lhe serve de roteiro a partir de atualizações para o contexto atual. Nele, Rivelino, um jovem da periferia, envolve-se com o traficante Alê (Chico Diaz), uma figura excêntrica e que comanda o negócio ilegal. A relação entre os dois se deteriora e mostra a realidade do mundo do crime.

 

Grande campeão do 50º Festival de Gramado, realizado em agosto deste ano, “Noites” recebeu seis Kikitos: Melhor Filme, Melhor Filme pelo Júri da Crítica, Melhor Ator (Gabriel Knoxx), Melhor Atriz Coadjuvante (Joana Gatis), Melhor Ator Coadjuvante (Chico Diaz) e Menção Honrosa para o ator Adanilo, pela excelência da construção da linha do personagem e interpretação.

 

O filme tem lançamento nacional previsto para janeiro de 2023, mas o público brasiliense poderá assistir a obra em primeira mão nesta sessão especial. O ingresso é de R$ 20 e pode ser adquirido pelo site ingresso.com ou diretamente na bilheteria, com direito a pipoca grátis. A exibição contará com as presenças do diretor Sérgio de Carvalho e do ator Jefferson Xavier, para um bate-papo com o público. Ambos também ministram uma masterclass aberta e gratuita, também no Cine Brasília, no dia seguinte à exibição, 7/10, das 11h às 13h, sem necessidade de inscrição prévia.

 

BATE-PAPO COM O DIRETOR

Como se deu essa aproximação com o Acre?

SC: Moro no Acre há 20 anos. Sou do interior de São Paulo [Valparaíso] e fiz faculdade de cinema no Rio de Janeiro. Fui para o Acre como videomaker depois de viajar acompanhando a atriz Lucélia Santos no Festcineamazônia [2003], em Rondônia. Foi amor à primeira vista. O estado vivia um momento muito fértil, com valorização dos povos da floresta. Trata-se de uma cultura muito diversa, com muitos povos isolados. Vi a chegada das facções criminosas [de traficantes] e seu impacto trágico na periferia urbana.

 

Por que o título “Noites Alienígenas”? 

É uma grande metáfora. Desde que o filme foi lançado em Gramado, eu vi explicações lindas. São os dependentes químicos?  É o estado alienígena dentro do Brasil?  A abdução da juventude pelo crime organizado, que está sendo morta? Pode ser o escapismo do personagem Alê? Prefiro deixar aberta a interpretação.

 

Como entra o realismo fantástico na sua narrativa?

Falar sobre a realidade de nossas tragédias e de nossas dores a partir do distópico, do realismo fantástico funciona mais do que se ficarmos presos a um pretenso realismo tal como ele é.

 

Divulgação

Quais os principais desafios que encontrou?

Foram muitos. Imagina fazer um filme de baixo orçamento num estado que não tem uma tradição nem uma indústria cinematográfica. Também foi meu primeiro filme de ficção, sem experiência com a produção, o elenco. O grande trunfo do ‘Noites’ foi reunir uma equipe incrível. Juntamos atores da periferia de Rio Branco com profissionais generosos como Joana Gatis e Chico Diaz. Isso proporcionou uma direção pulsante, que deu certo.

 

Qual o sentimento com o reconhecimento em Gramado?

Foi uma alegria muito grande. A gente foi muito sem expectativa. Um grande prêmio já era participar desse festival, uma das mais importantes vitrines do cinema nacional e latino-americano. A gente ficou muito feliz. Receber os prêmios foi demais! O que me deixou particularmente feliz foi que o “Noite” no festival representou muito mais que um filme. Representou um estado que fica às margens do Brasil. O filme acabou representando uma cinematografia amazônica. Recebi muitas mensagens de diretores da Amazônia se sentindo super-representados pelo filme. Isso nos emocionou muito.

 

SERVIÇO:

Lançamento do novo modelo de gestão do Cine Brasília

Sessão especial de pré-estreia de “Noites Alienígenas”

Classificação indicativa: 14 anos

Data: 6/10, às 20h

Endereço: Cine Brasília – SHCS EQS 106/107 – Asa Sul

Ingressos: R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia), à venda na bilheteria do cinema e no site ingresso.com

*Com direto a pipoca grátis.

 

Masterclass Noites Alienígenas: produzindo fora do eixo

Com o diretor Sérgio de Carvalho e do ator Jefferson Xavier

Data: 7/10, às 11h

Endereço: Cine Brasília – SHCS EQS 106/107 – Asa Sul

Entrada gratuita, sem necessidade de inscrição prévia

 

Assessoria de Comunicação da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Ascom/Secec)

E-mail: comunicacao@cultura.df.gov.br