Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/07/19 às 15h02 - Atualizado em 29/07/19 às 16h10

Cine Brasília exibe filme filipino que explora sentimento de culpa da classe média com domésticas

COMPARTILHAR

Película emblematiza 100 anos do cinema no país asiático, interessado em ampliar contatos culturais com o Brasil

 

“Qual a cor do sonho esquecido?”. Este é o título em português do filme das Filipinas que o Cine Brasília vai exibir no final de agosto, como parte de uma aproximação cultural com o Brasil que tem a Secretaria de Cultura e Economia Criativa (SECEC) como pivô. Aproveitando a comemoração do centenário do cinema do país do Sudeste Asiático, a Embaixada da República das Filipinas no Brasil visitou o titular da Secec, Adão Cândido, hoje (29), no gabinete na Biblioteca Nacional de Brasília.

 

O filme, que terá como plateia estudantes do Centro Interescolar de Línguas (CIL) do DF e será aberto ao público, com legendas em inglês, é uma espécie de “Que horas ela volta?” (Anna Muylaert, 2015), no qual o diretor filipino Jose Javier Reyes explora os sentimentos de culpa da classe média de seu país com empregadas domésticas, que não apenas cuidam da casa, mas educam os filhos na ausência de pais que trabalham ambos para sustentar o padrão de vida da família.

 

A embaixadora Marichu Mauro manifestou ao secretário o propósito da representação diplomática de estreitar relações culturais em áreas como, além do cinema, tecelagem e gastronomia. “Temos interesse também”, afiançou Cândido, lembrando que em 2020 Brasília comemora 60 anos e há grande interesse do GDF em que as embaixadas participem da festa, trazendo mostras de suas culturas.

 

Segundo Marichu, as Filipinas já mantêm relações mais próximas no sul do país, como Porto Alegre, Gramado e Florianópolis e querem expandir esse contato. “Precisam então vir para Brasília também porque aqui temos a síntese do país”, convidou o secretário.

 

Serviço
“Qual a cor do sonho esquecido?”
Jose Javier Reyes (2013, drama)
Dia 28 de agosto, 14h20, no Cine Brasília
Entrada Franca
Atenção: legendas apenas em inglês

 

Foto: Ludimila Barbosa SECEC DF