Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
6/10/22 às 11h42 - Atualizado em 6/10/22 às 11h42

Cine Brasília abriga Mostra de Cinema Latino-Americano e Caribenho

Texto: Lúcio Flávio. Edição: Ascom Secec

02/08/2022

13:02:00

 

Com sua fórmula que mistura realismo mágico, sabores da culinária mexicana e pitadas de erotismo, o romance “Como Água Para Chocolate”, da escritora Laura Esquivel, virou um sucesso instantâneo ainda nos anos 1990. A história, baseada nos amores e conflitos familiares da jovem Tita, vendeu milhões de livros e foi traduzido para trinta idiomas, além, claro, de ganhar uma adaptação premiada para o cinema em 1992, pelas mãos do diretor Alfonso Arau.

 

Foto Hugo Lira

 

Passados 30 anos, a produção mexicana será destaque na abertura da V Mostra de Cinema Latino-Americano e Caribenho. O evento, que tem início na próxima quinta-feira (4/8), no Cine Brasília, com entrada franca e aberto ao público, segue até o dia 13, celebrando a cidade idealizada por Lucio Costa como Capital Ibero-americana das Culturas 2022.

 

“Inquestionavelmente, o filme tem muitos valores estéticos, mas isso não valeria nada se não tivesse nada para contar. Uma boa história é a chave principal para um bom filme”, comenta Laura Esquivel, que, destaca-se, é a nova embaixadora do México no Brasil. “’Como água para chocolate’ encontrou o ‘fio preto’ do cinema de sucesso: uma história interessante, bem executada e, não podemos esquecer, comercializada com inteligência”, destaca a artista.

 

O encontro é uma realização do Grupo da América Latina e o Caribe (GRULAC) – uma das cinco entidades regionais das Nações Unidas, com apoio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec) e do Escritório de Assuntos Internacionais do Distrito Federal – e reúne filmes de 19 países, entre os quais está o Brasil, com o impactante “Pureza”, do diretor Renato Barbieri, da brasiliense GAYA Filmes. Baseado na história real da personagem-título, o filme aborda um tema vergonhoso em pleno século 21 e, por isso, ainda muito pertinente: o trabalho escravo.

 

“Estou feliz que ‘Pureza’ esteja nessa mostra, porque algumas críticas vincularam o filme a uma tradição latino-americana de fazer um tipo de cinema humanista que se faz no nosso continente”, diz, exultante, o diretor. “‘Pureza’ tem tido uma carreira exultante nos cinemas e festivais, com 28 prêmios acumulados e é bom voltar ao Cine Brasília, depois de termos lançado o filme ali”, festeja Barbieri, cineasta de filmes como “Cora Coralina – Todas as Vidas” (2015) e “As Vidas de Maria” (2005).

 

O festival é uma oportunidade única para ver produções de países do continente latino-americano e caribenho que raramente entram em cartaz por aqui. Além de filmes do México e do Brasil, também haverá produções de outros dezesseis países: Argentina, Uruguai, Chile, Peru, El Salvador, Panamá, Bolívia, Paraguai, Equador, Costa Rica, Colômbia, Barbados, Nicarágua, República Dominicana, Cuba, além, claro, dos irmãos Espanha e Portugal, prestigiando, assim, todos os países ibero-americanos entre os filmes exibidos durante a mostra.

 

São trabalhos como o drama “Avenidas” (2013), da uruguaia Daniela Sparanza, e a comédia “Cachimba” (2004), do chileno Silvio Caiozzi. O primeiro, narrando as agruras e superações de três mulheres de gerações diferentes. O segundo, as aventuras e trapalhadas de um bancário que descobre uma coleção de quadros valiosos. Da Costa Rica, o destaque é a história de amor e saudade de uma neta por sua avó no comovente “De Olhos Fechados” (2010). Confira a programação completa da V Mostra de Cinema Latino-Americano e Caribenho.

 

CAPITAL IBERO-AMERICANA

A 5ª edição do Festival de Cinema Latino-Americano e Caribenho entrou para a lista de comemorações de Brasília como Capital Ibero-americana das Culturas 2022. O título foi concedido à capital pela União de Cidades Capitais Ibero-americanas (UCCI) e visa valorizar e promover a diversidade cultural desses países.

 

Assessoria de Comunicação da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Ascom/Secec)

E-mail: comunicacao@cultura.df.gov.br