Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
5/08/20 às 10h56 - Atualizado em 5/08/20 às 11h23

CCDF cria estratégias para eleições nas RAs

COMPARTILHAR

 

Em novas Regiões Administrativas (RAs), a meta é formar o primeiro Conselho Regional de Cultura

 

Texto: Loane Bernardo/ Edição: Sérgio Maggio (ASCOM/SECEC DF)

 

Com inscrições abertas até o dia 17 de agosto para representantes da sociedade civil nos Conselhos Regionais de Cultura (CRCs), o Conselho de Cultura do Distrito Federal (CCDF), órgão responsável pela convocatória, traça estratégias para mobilizar as oito macrorregiões do DF, a partir do mapeamento sociocultural desses territórios criativos.

 

Hoje, os oito conselheiros do CCDF coordenam, cada um, uma área que engloba grupos das 33 Regiões Administrativas (RAs) que, de alguma forma, assemelham-se, revelando particularidades e contradições. O objetivo é fortalecer as candidaturas para que se forme o CRC em cada localidade, formado por nove cadeiras de conselheiros titulares e nove de suplentes.

 

Para reforçar o caráter democrático da escolha dos novos conselheiros regionais, o CCDF investirá em ações de sensibilização em cada macrorregião.  Nesse sentido, serão realizados contatos com as Administrações Regionais e com os gerentes de Cultura de cada uma das RAs inseridas nas divisões das macrorregiões. A meta é ouvir as demandas e desafios da comunidade cultural de cada região, facilitando o diálogo e a avaliação das pautas urgentes do setor cultural.

 

É o caso da Macrorregião 1, formada por Ceilândia, Samambaia e Brazlândia, que tem a adição da RA de Sol Nascente/Pôr do Sol, tornando-se assim novos domicílios eleitorais. Esse território tem atenção especial pelo fato de o edital exigir o mínimo de três anos de atuação no segmento, além desse território criativo não ter inclusão digital extensiva à população, aspecto crucial já que a eleição será online, por conta da pandemia. “O CCDF vai estudar caso a caso as inscrições dessas novas RAs, considerando o domicílio anterior”, destaca o presidente do CCDF e membro titular da Macrorregião 1, Wellington Abreu.

 

NA MACRO 1, PÔR DO SOL/SOL NASCENTE É PRIORIDADE

 

Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília.

Ceilândia é Nordeste na veia

 

Wellington Abreu enfatiza que o principal empenho do Colegiado do CCDF é comunicar bem este edital, com ênfase, na Macro 1, em Sol Nascente/Pôr do Sol, de modo que possa alcançar o máximo de pessoas e, assim, incentivar a participação social para o aprimoramento das políticas públicas culturais do DF. “Um dos nossos percalços, em se tratando de uma votação on-line, é que nem todos têm o acesso à internet. Diante da pandemia, as pessoas estão em isolamento e não poderão ajudar umas às outras”, destacou.

 

Das Regiões Administrativas que compõem a Macro 1, somente duas  possuem espaços públicos culturais: Samambaia, com o Complexo Cultural Samambaia (CCS), e Ceilândia, com a Casa do Cantador. O CCDF avalia criar parcerias com esses espaços, administrados pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa (SECEC DF) para fisicamente apoiar as eleições. “O CCDF vai solicitar às Administrações Regionais computadores a fim de criar um ponto físico para as eleições, com foco nessas regiões com dificuldade de inclusão digital”, propõe Abreu.

 

As demais RAs da Macro 1 apresentam uma comunidade cultural pujante e igualmente atuante. Outro aspecto característico desse território criativo é o fato de abranger a maior comunidade nordestina do DF, em Ceilândia e Sol Nascente. Além disso, há farta produção cultural em Brazlândia, que conta com movimentos culturais rurais e artesãos organizados.

 

MACRO 2 FERVILHA CULTURA

 

FIBT/Divulgação

Festival de Bonecos de Taguatinga

 

Composta por Taguatinga, Águas Claras, Arniqueiras, Areal e Vicente Pires, a Macrorregião 2 tem estratégia diferente, por ter um elevado Produto Interno Bruto (PIB) no DF e uma intensa atividade cultural. De acordo com a conselheira titular do CCDF dessa localidade, Sol Montes, a mobilização será naturalmente orgânica. “Taguatinga, conforme sua grandeza, possui uma comunidade cultural muito organizada. Outro aspecto que aquece a articulação de políticas culturais nessa macro é o fato de Taguatinga sediar um dos maiores festivais de bonecos do Brasil”, apontou a conselheira.

 

As estratégias para a Macro 2 foram traçadas a partir de um estudo particular de cada RA feito por Sol Montes. Águas Claras, por exemplo, possui uma cena cultural muito específica, baseada em bares e casas noturnas. Vicente Pires, por sua vez, possui movimentos culturais consolidados e também conta com uma escola de samba. Para Montes, o caso distinto se mostra em Arniqueiras e Areal, que são populações novas, onde o incentivo para que agentes culturais participem das eleições precisa ser maior. “Caso o movimento artístico se organize, será formado o primeiro Conselho Regional de Cultural de Areal, por exemplo”, pontuou.

 

A conselheira de cultura Sol Montes acrescentou que a melhor forma de fazer chegar as informações sobre a escolha dos novos conselheiros regionais a todas as RAs é “saber falar a língua” de cada macrorregião. “Cada RA possui uma linguagem representada nas manifestações culturais populares. No caso da Ceilândia, os movimentos da cultura nordestina, hip-hop, capoeira e juventude negra são muito fortalecidos. O ponto sensível é a Internet. Como será uma eleição remota, precisamos entender a dinâmica de cada território e criar meios da participação social em prol da cultura do DF”, detalhou.

 

INSCRIÇÕES ABERTAS

 

Com o desafio de fortalecer a participação da sociedade civil nas políticas públicas da área cultural, o Conselho de Cultura do Distrito Federal (CCDF) convocou eleições para a escolha de Conselheiros Regionais durante o triênio 2021/2024. O edital publicado prevê que as inscrições e o processo de seleção para o Colegiado sejam feitos de modo on-line devido à pandemia. Motivado pela obrigatoriedade da realização das eleições neste ano, conforme determina a Lei Orgânica do Distrito Federal (LOC), o processo será simplificado.

 

As eleições serão realizadas pela internet e estão previstas para ocorrer entre os dias 21 de setembro a 2 de outubro de 2020, nas regiões e Macrorregiões Administrativas.

 

Leia mais sobre a eleição dos conselheiros regionais de Cultura do Distrito Federal na página do CCDF (clique aqui). Lá, há o edital e os formulários de inscrição.

 

Assessoria de Comunicação da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (SECEC DF)

e-mail: comunicacao@cultura.df.gov.br