Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
21/04/23 às 22h03 - Atualizado em 21/04/23 às 22h10

Brasilienses lotam praça da Torre de TV

 

Textos: José Maciel e Lúcio Flávio / Fotos: Hugo Lira e Nityama Macrini / Edição: Larissa Sarmento e Guilherme Lobão

 

Eventos culturais e shows com grandes nomes da música brasileira integraram a comemoração oficial dos 63 anos de Brasília, nesta sexta-feira, 21 de abril. A capital federal recebeu uma programação especial montada pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal (Secec) com exposições, feira cultural, concerto sinfônico e atividades infantis.

 

As festividades concentraram cerca 32 mil pessoas neste primeiro dia de festa no palco principal, montado na Praça da Torre de TV. Outras atividades aconteceram em equipamentos culturais da Secec, como o Espaço Cultural Renato Russo (ECRR), o Memorial dos Povos Indígenas (MPI), o Cine Brasília, o Museu Nacional da República e a Biblioteca Nacional de Brasília.

 

Nas primeiras horas do dia já era possível ver uma movimentação na região da Torre de TV, espaço que ficou concentrado parte das atividades do aniversário da cidade. O brasiliense que saiu de casa neste feriado de Tiradentes pôde se divertir e conferir muitas atrações culturais. A Cidade Kids, localizada na Torre de TV, foi um ponto de encontro de centenas de pessoas, com muitas atrações para as crianças. O espaço, montado às margens do Eixo Monumental, atraiu famílias inteiras neste feriado e proporcionou uma combinação de cores, risos e magias, garantindo a alegria de pais e filhos.

 

 

Desde as 10h, era possível assistir a apresentações. Quem abriu o cronograma foi o Mágico Tio André, seguido pela Companhia de Teatro Néia e Nando e pela contadora de histórias Nyedja Gennari. Brinquedos infláveis e pintura de rosto também foram atrações do espaço.

 

Moradores de Ceilândia, Sara Rayane Marcelino e Anderson Fernando da Silva levaram as filhas Maria Helena e Ana Beatriz para se divertir durante o Aniversário de Brasília, antes de seguirem para um almoço em família. O casal aprovou a organização da Cidade Kids e comentou sobre a importância de se marcar o dia 21 de abril. “É muito legal ter de volta as comemorações do aniversário após a pandemia. São eventos assim, para toda a família, que precisam marcar esta data tão especial para a nossa capital”, afirmou Sara.

 

Integrante da Companhia de Teatro Néia e Nando e diretora do espetáculo apresentado ao público brasiliense na manhã de hoje, Viviane Alves, também comentou sobre o espaço e a importância de propagar a cultura no Distrito Federal. “É um evento em que a gente consegue contribuir bastante com a cultura aqui do DF. Estamos há muitos anos na estrada, fazendo apresentações em todos os lugares da cidade, com peças teatrais e toda essa bagagem nos leva a uma certeza: a cultura ensina muito. No nosso caso, a gente ensina pelo teatro”, garante. Viviane também falou sobre a importância do fomento feito pela Secec ao cenário cultural do DF. “É um apoio muito especial e necessário para que possamos fazer o nosso trabalho”, acrescentou.

 

 

Após o meio-dia, a movimentação no centro da capital aumentou. Por volta das 15h, milhares de pessoas já se encontravam no gramado em frente à Torre de TV para aguardar o início dos shows musicais previstos na programação. Antes, no entanto, o público acompanhou acrobacias da Esquadrilha da Fumaça. As gêmeas Maiara e Maraísa foram as primeiras a se apresentarem. A dupla sertaneja animou a tarde dos brasilienses com um repertório repleto de hits. Sucessos gravados em parceria com outros artistas, como a saudosa Marília Mendonça, também fizeram parte da apresentação e emocionaram o público presente.

 

Enzo e Rafael deram sequência às apresentações marcadas para esta sexta-feira. A dupla é formada por um paranaense e um capixaba, mas foi criada em Brasília. Semanalmente, eles agitam a cena musical em eventos e bares da cidade. “Brasília reúne gente de todas as regiões do nosso país e isso reflete em uma energia fantástica que estamos recebendo”, analisou Enzo. “O sertanejo dominou Brasília e iremos levar para o palco uma mistura em nosso repertório, que é a cara da cidade”, acrescentou Rafael.

 

Os shows da noite foram encerrados com a apresentação de Daniel Melão, outro expoente da cena musical brasiliense, conhecido por tocar moda de viola.

 

Espaço Cultural Renato Russo reúne diversidade artística no aniversário de Brasília

 

Localizado na avenida W3 Sul (na quadra 508), que já foi considerada por muitos como o coração de Brasília, o Espaço Cultural Renato Russo (ECRR) teve um feriado agitado com a participação de mais de mil pessoas ao longo do dia com as atividades da programação oficial do Aniversário de Brasília. A festa teve contação de histórias para crianças com música, bonecos e objetos lúdicos, feira de empreendedores da Comunidade de Povos Tradicionais de Matriz Africana Manzo Kalla Muisu, oficina de quadrinhos, além de uma homenagem ao jornalista, escritor, poeta e agitador das artes de Brasília, TT Catalão, falecido em janeiro de 2020.

 

 

Uma usina de atrações culturais. Assim foi o dia de homenagem ao mestre da cultura e jornalismo, TT Catalão, reverenciado durante o evento. Embora nascido no Rio de Janeiro, mas desde os anos 70 vivendo no DF, a história de TT Catalão, com o perdão do clichê, se confunde com a de Brasília. É o que observa o poeta Nicolas Behr. “Brasília está muito associada como a capital do poder, da política e o TT Catalão foi além dessa mácula”, avalia o autor. “TT firmou uma verdadeira comunhão com o coletivo, um espírito solidário de partilha da vida”, comenta a filha de TT Catalão, Nanan Catalão, que cantou no evento em homenagem ao pai. “Eu sinto a inspiração do TT em toda essa homenagem. Ele tinha uma frase que era: nós somos soma”, disse a viúva, Vera Catalão.

 

O tributo contou com exibição de vídeo e doação de gibis à mágica Gibiteca do espaço, a segunda maior do país, e que leva o nome do homenageado. Quem esteve no local ainda pôde apreciar as apresentações do Coral Intermezzo e o concerto do grupo de cordas da Orquestra Filarmônica de Brasília, regido pelo Maestro Thiago Francis. O encerramento no Espaço Cultural contou o hipnotizante cortejo do movimento de cultura popular Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro e a Orquestra Alada Trovão da Mata.

 

Assessoria de Comunicação da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Ascom/Secec)

E-mail: comunicacao@cultura.df.gov.br