Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/11/19 às 18h23 - Atualizado em 29/11/19 às 20h06

1ª Feira do Estudante vai até domingo no Mané Garrincha

COMPARTILHAR

Secec apresenta Mala do Livro, contação de histórias e oficina de robótica

 

Ainda dá tempo de visitar a 1ª Feira do Estudante, montada nas galerias internas do Estádio Nacional de Brasília (Mané Garrincha), reunindo estandes de representantes de escolas e fornecedores de material escolar, uniformes e outros serviços. A feira funciona até domingo, 1º de dezembro.

 

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec) do DF está com estande no local para divulgar as bibliotecas públicas e escolares do DF e o programa Mala do Livro, projeto que busca popularizar a leitura pela mediação de agentes que mantêm minibibliotecas para empréstimo de livros em locais como suas residências, estações de metrô, centros sociais e outros espaços. Criado em 1990, a Mala do Livro atinge 60 mil usuários de todas as idades.

 

O espaço da Secec na Feira conta também com uma oficina de fundamentos de robótica, com kits de montagem compostos de engrenagens, eixos e outras partes que estimulam criatividade, raciocínio lógico, coordenação motora e noções espaciais e de causa e efeito. “Os estudantes ficam muito motivados com essa atividade”, testemunha a monitora Silvana Andrade.

 

A professora aposentada da rede pública da Secretaria de Educação Simone Peixoto Curado, autora de seis livros infantis e infanto-juvenis, está entre as contadoras de histórias presentes à Feira. Paramentada com uma tiara de flores e roupa em padronagem combinando, ele diz que se engana quem acha que as crianças estão trocando o livro pelas telas e suas animações.

 

“Não se trata de disputar com a tela, mas de oferecer os dois, livro e computador. A tecnologia é boa, veio para ficar e nos ajuda, não é mesmo?”, pergunta.

 

Curado recebeu ontem (28), dia de abertura da Feira, estudantes da escola conveniada São Sebastião, de Brazlândia, que ouviram e pediram a ela que recontasse a história de sua autoria “A Mala Mágica de Filó” (que ajuda crianças a pensar sobre a necessidade de acolhimento ao ser humano). “Só o livro trabalha o imaginário a ponto de produzir amadurecimento emocional”, ensina ele, também psicopedagoga.

 

Serviço
1ª Feira do Estudante
Estádio Nacional de Brasília
28 de novembro a 1º de dezembro
Das 9h às 21h
Entrada Franca

 

 

Fotos: Ludimila Barbosa SECEC/DF