Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/07/12 às 13h41 - Atualizado em 13/11/18 às 14h37

XXII Seminário Internacional de Dança de Brasília

COMPARTILHAR

Pelo vigésimo segundo ano consecutivo, de 08 a 28 de julho, o Distrito Federal recebe estrelas internacionais no Seminário Internacional de Dança de Brasília de 2012.

O evento, que já é referência mundial, tem uma variada programação que inclui espetáculos, workshops, cursos com professores internacionais e um rigoroso concurso com prêmios em dinheiro, bolsas de estudo, estágios e contratos. Gratuito e aberto a todos, o seminário oferece cursos a profissionais da área e abre espaço para o público leigo que pode participar nas aulas de alongamento, pilates e Hip Hop. Crianças de 7 a 11 anos, também, tem lugar garantido. Participam do workshop de iniciação à dança, conhecido como “Estrelinha”, com a professora canadense Annie Au. As aulas e cursos acontecem na Sala de Dança do Teatro Nacional Claudio Santoro e no Centro de Dança do Distrito Federal.

O Seminário Internacional de Dança de Brasília é considerado um dos mais importantes do país, com referência internacional, por sua projeção, nível e seriedade. É realizado há 22 anos pela bailarina Gisele Santoro um dos maiores nomes da dança brasileira.

Nesta edição, cerca de 200 pessoas se increveram. A aula inaugural aconteceu no último dia oito com o professor Reginaldo Moreira e aula do grupo Lyrical Jazz. A Sala Villa Lobos será o palco da abertura de gala, nesse sábado (14/07), com a Companhia canadense Lamondance e a Companhia Contágius de Tocantins; e da festa de encerramento (29/07) que será conduzida pela Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro com o espetáculo “Chopiniana” -remontagem de Roumem Rachev.Entrada Franca e Censura Indicativa Livre.

O evento é uma realização da Associação Cultural Claudio Santoro com a Secretaria de Estado de Cultura do DF e conta com o patrocínio da Petrobras e da caixa.

Visibilidade Internacional

Durante o evento, é realizado o Concurso Internacional de Dança, espaço para aperfeiçoamento técnico e didático na arte da dança, que oferece prêmios que variam de R$500 a R$ 5.000 de acordo com a categoria inscrita. Segundo Gisele Santoro, o Concurso é a meta final do Seminário. “Durante três semanas de curso, os professores tem a possibilidade de observar os alunos e verificar o real potencial deles, já os alunos tem a oportunidade de mostrar sua dança. Além da teoria ganham visibilidade”, explica.

O Seminário, ainda, oferece uma premiação especial que não faz parte do Concurso. São bolsas de estudos nas principais Academias de Dança da Alemanha, Áustria, Canadá, Espanha, Estados Unidos, França e estágio na Áustria. Estes prêmios são concedidos segundo uma completa avaliação do participante durante o Seminário, levando-se em conta não apenas seu desempenho, mas, principalmente, seu potencial, interesse, aprendizado e desenvolvimento em aulas e ensaios. Em 21 anos, já foram concedidas 330 bolsas de estudo no exterior.

Gisèle Santoro acredita que, assim como no futebol, o Brasil é referência na dança quando o assunto é achar novos talentos. “Não há, no circuito mundial, um evento com as características e a programação do nosso. Há bailarinos que saem daqui com contrato fechado. A minha missão é de mostrar no exterior que o Brasil além do futebol tem talentos na arte da dança. Hoje, muitos bailarinos brasileiros disputam em igualdade de condições na comunidade européia. Essa é uma grande vitória nossa “, afirmou Gisèle.

Novidades da XXII Edição

Nesta ano, o seminário preparou algumas surpresas aos participantes. São bolsas de estudos e participações especiais.

A professora espanhola Roser Muñoz selecionará três bailarinos para entrar gratuita e diretamente (sem passar pelas outras etapas) na final do concurso “Certamen Internacional de Danza Ciutat de Barcelona”, que concede Bolsas para as melhores Escolas do mundo. Os bailarinos selecionados serão hospedados em Barcelona por famílias parceiras, escolhidas pelo Direção do Concurso. Roser Muñoz. Já o Vice-Diretor da Escola Superior de Música e Artes Cênias de Munique, Kirill Melnikov, dará uma bolsa na sua instituição. A professora Evandra Martins oferecerá bolsas para o Goubé European Dance Center e ministrará aulas de Barra Tes, Repertório Francês e Clássico para Iniciantes.

A americana Karah Abiog retorna, este ano, ao Seminário. Karah é diretora do Programa Pedagógico da Alonzo e dará aulas de Moderno, Contemporâneo, Pilates e Yoga. O Canadá será representado pela professora Kamilah Sturton que ministrará aulas de sapateado, hip hop, teatro musical e Jazz.

Inclusão Social

O Seminário também tem o projeto social “Dançar para viver/ Viver para Dançar” que abre suas portas crianças e adolescentes carentes ou em situação de risco, concedendo bolsas para participação no evento. Todos os anos um professor internacional acompanha estes bolsistas e os orienta, oferecendo uma chance única e inédita no país, de integração pela dança.

Confira a programação completa no site www.dance.art.br

{gallery}galerias/seminariodedanca{/gallery}