Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
9/12/16 às 18h50 - Atualizado em 13/11/18 às 14h50

Virada Viva terá Criolo, Móveis e Feira Criativa

COMPARTILHAR

Réveillon terá três dias de programação, com feira criativa, espetáculos circenses e oficinas de capacitação

Para receber o ano de 2017, a Secretaria de Cultura ampliou a celebração de Réveillon para além dos shows. Em parceria com a Secretaria Adjunta de Turismo e com apoio da Secretaria de Trabalho do DF, será realizada a Virada Viva – Juventude e Criatividade Transformando um Novo Ano.

Serão três dias de atividades, de 29 a 31 de dezembro, com quase 40 horas de programação, na Praça do Museu Nacional, incluindo a celebração musical, que ocorre simultaneamente no Museu e na Prainha dos Orixás. Durante o dia, empreendedores criativos do Distrito Federal farão exposição de seus trabalhos e haverá praça de alimentação com food trucks.

Além disso, oito artistas selecionados via chamamento público realizarão espetáculos circenses e ministrarão oficinas de DJ, dança, circo, cupcake temático, fabricação de instrumentos com material reciclado e de laboratório criativo. “Queremos dar ênfase na ativação da economia criativa e também na importância das políticas públicas da cultura para a valorização da juventude e o fortalecimento da nossa identidade”, justifica a secretária-adjunta de Cultura, Nanan Catalão.

No dia 31, a festa da virada será ainda mais pulsante e com uma seleção de atrações que representam vários segmentos musicais e a energia da juventude. A festa do Museu Nacional contará, portanto, com shows de Fundo de Quintal, Flora Matos, Móveis Coloniais de Acaju (realizando sua despedida dos palcos), Criolo (que fará a contagem regressiva da virada) e Mc Carol, que encerra a celebração.

Essas apresentações musicais serão intercaladas por DJs e bandas ou artistas locais que serão selecionadas via chamamento público. As inscrições estão abertas a partir de hoje para músicos da cidade que desejam participar. O edital vai selecionar seis grupos ou cantores – dois para se apresentar no Museu e quatro para fazer a festa da virada na Prainha dos Orixás, que conta com apoio da Federação de Umbanda e Candomblé do DF e Entorno.

Para toda essa festança, a Secretaria de Cultura vai investir R$ 963 mil, considerando custos de estrutura (que deve ser barateado após ir a pregão), R$ 146 mil em cachês de artistas locais e R$ 237 mil em cachês nacionais. O custo total é cerca de R$ 100 mil reais mais caro do que o investido no ano passado (R$ 860 mil).

“É importante frisar que conseguimos fazer uma festa ainda modesta, mas muito mais eficiente no uso do dinheiro público, possibilitando capacitação, negócios e também o lazer que nosso povo do Distrito Federal merece”, aponta o secretário de Cultura, Guilherme Reis.

PROGRAMAÇÃO (sujeita a alterações)

18h00 às 19h00– Fundo de Quintal

DJ – (chamamento público)

19h20 às 19h50 – Show banda local 1 (chamamento público)

DJ – (chamamento público)

20h00 às 21h00 – Móveis Coloniais de Acaju, realizando o show de despedida dos palcos.

DJ – (chamamento público)

21h20 às 21h50 – Show banda local 2 (chamamento público)

DJ – (chamamento público)

22h10 às 23h00 – Flora Matos

DJ – (chamamento público)

23h20 às 00h20 – Criolo (que fará a contagem regressiva)

00h00 às 00h10 – Show pirotécnico

00h10 às 00h20 – Criolo

DJ – (chamamento público)

00h20 às 01h20 – MC Carol

*A programação da Prainha dos Orixás só será definida após finalizado o processo seletivo do chamamento público.

Baixe aqui o edital de chamamento público

Clique aqui para baixar o edital em formato .doc