Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
24/04/14 às 16h54 - Atualizado em 13/11/18 às 14h45

Via-Sacra dos surdos será encenada neste sábado

COMPARTILHAR


Encenação será traduzida simulteneamente por 30 intérpretes de Libras



BRASÍLIA (24/4/14) – É com a voz do coração que os atores da Via-Sacra dos Surdos encenam há seis anos o sofrido trajeto de Jesus até o Calvário. Com o auxílio de 30 intérpretes de Libras, todas as etapas da Paixão de Cristo são traduzidas simultaneamente ao público, que este ano deve chegar ao dobro do ano passado, um marco de 8 mil pessoas. O espetáculo está marcado para este sábado (26), às 16h, no Aeroclube de Brasília.

 

“Começamos sem muita pretensão. A princípio nossa ideia era encenar para um pequeno grupo de surdos, mas já na primeira edição tivemos a grata surpresa, quanto à qualidade da encenação, dos atores e organização, e público, que superou em muito nossas expectativas”, afirmou o organizador do evento, Pedro Melo.

 

Um total de 120 atores surdos, além de deficientes físicos, visuais e surdos-cegos, participam da encenação deste ano, que conta com o auxílio de familiares durante a preparação, ou, até mesmo, desempenhando o papel de figurantes. Para participar, os únicos requisitos exigidos são a disposição e o compromisso de estarem nos ensaios e na encenação no dia marcado.

 

De acordo com o organizador, que todos os anos interpreta Jesus, o espetáculo sempre começa com a encenação da Última Ceia de Jesus Cristo, seguida pela agonia no Horto das Oliveiras, prisão depois da traição de Judas, julgamento no Palácio de Pilatos, flagelação, Via- Crucis, encerrando com sua crucificação e morte e culminando com a ressurreição.

 

“Senti uma grande emoção interpretando Cristo. Mas não é uma missão simples, porque sou um dos personagens principais e tenho que ter bastante atenção. Para encenar esse papel, também tive que conhecer essa grande história do filho do homem e, além disso, tive que aprender a amar e a perdoar como Jesus nos ensinou”, ressaltou Pedro.


Toda a encenação é permeada por músicas interpretadas também em Libras por cantoras surdas e, nesta edição, a grande novidade é a participação de uma cantora deficiente visual. 

 

Quando questionado sobre a importância do evento, o organizador não se intimidou em dizer que “o surdo já tem que ser um ator diariamente para sobreviver numa sociedade ouvinte e preconceituosa, onde a concepção que tem dos surdos, e das pessoas com deficiência em geral, é de incapacidade, o que é um grande equívoco, pois as pessoas com deficiência têm muito potencial e o que falta são oportunidades como essa da Via-Sacra de Surdos para que suas qualidades sejam evidenciadas”, finalizou.

 

VIA-SACRA DOS SURDOS – O evento, que existe desde 2009, tem a Pastoral dos Surdos como base de todo o projeto, pois, segundo Melo, foi de lá que saíram todos os atores. As reuniões e ensaios são feitos no Instituto Nossa Senhora do Brasil (Inoseb), que oferece toda a estrutura para atender os participantes da iniciativa.


SERVIÇO:

6ª Edição da Via-Sacra dos Surdos

Data: 26 de abril

Horário: 16h

Local: Aeroclube de Brasília – SEPS 903 Sul