Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
1/11/12 às 19h21 - Atualizado em 13/11/18 às 14h38

Terracap doa terreno para União construir museu da cultura negra

COMPARTILHAR

Espaço fica às margens do Lago Paranoá e será mais uma opção para os habitantes e visitantes da cidade

O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz e o secretário de Cultura do DF se reuniram na tarde desta quarta-feira (31) com a ministra da Cultura, Marta Suplicy. O encontro ocorreu na sede do Ministério da Cultura (MinC) e contou com a participação dos presidentes da Fundação Cultural Palmares, Eloi Ferreira de Araújo, do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), José do Nascimento Júnior, e do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Jurema de Sousa Machado, além do secretário da Casa Civil, Swedenberger Barbosa e do presidente da Terracap, Antônio Lins.

Na reunião, o governador entregou à ministra a documentação referente à doação de um terreno da Terracap para a construção de um Museu de Referência da Cultura Negra. O terreno tem 5.225 m2 e fica às margens do Lago Paranoá, entre a Concha Acústica e o Museu de Arte de Brasília (MAB). “Brasília carece de espaços culturais permanentes”, explicou o governador. “Teremos uma grande agenda de eventos até 2017 e o campo cultural precisa refletir isso. Estamos recuperando o patrimônio tombado. Já reformamos o Panteão, o Catetinho e estamos terminando a reforma do Cine Brasília. Os turistas brasileiros e estrangeiros que visitarem a nossa cidade terão à disposição uma vasta agenda cultural e turística”, completou Agnelo.

Durante a reunião, a ministra se comprometeu em repassar recursos do ministério para a reforma do Teatro Nacional Cláudio Santoro. Com esse compromisso, o GDF vai concluir os projetos executivos da obra. “Quero cooperar com os projetos culturais da cidade, tenho certeza de que seremos bons parceiros”, afirmou Marta Suplicy.

Copa do Mundo – Na ocasião, a ministra ressaltou a importância do projeto Arenas Culturais para o DF. O projeto do governo federal prevê a instalação de espaços para apresentação de artistas durante a Copa do Mundo nas cidades-sede – a programação complementa o calendário de eventos oficiais da FIFA.

A proposta das Arenas Culturais é reunir a produção cultural brasileira em espaços coletivos de convivência com os seguintes focos: Brasil Diverso, Brasil Audiovisual, Brasil Criativo e Brasil das Artes. Esse conjunto permitirá uma visão da diversidade cultural do Brasil, unindo as 12 cidades-sede da Copa do Mundo.

As Arenas Culturais serão espaços temporários, entretanto a ministra sugeriu ao governador Agnelo Queiroz que, em Brasília, a Arena seja permanente e fique de legado cultural para a cidade.

“Esse primeiro encontro entre o governador e a ministra Marta Suplicy mostrou que o diálogo entre o GDF e o governo federal será bastante produtivo para a cultura da cidade”, afirmou o secretário Hamilton Pereira.

Outro assunto abordado no encontro foi a formação de uma mesa de diálogo permanente entre o Iphan e o GDF para que a parceria entre as duas instâncias seja cada vez mais produtiva e estimule a busca de investimentos para a cidade, sem deixar de lado a qualidade de vida da população.