Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
11/12/15 às 12h48 - Atualizado em 13/11/18 às 14h49

Sinfônica no Projeto Asas

COMPARTILHAR

Última edição do ano do projeto contará com música clássica

A Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro vai se apresentar pela primeira vez na Penitenciária Feminina do Distrito Federal (PFDF) na segunda-feira, dia 14. No mesmo dia, a Associação Brasileira de Assistência às Famílias de Crianças Portadoras de Câncer e Hemopatias (Abrace), realizará uma ação conjunta e doará fraldas e roupas para bebês de 0 a 6 meses. As atividades compõem a nona e última edição do Projeto Asas este ano.

A orquestra vai apresentar seu repertório de música clássica com uma formação de 15 músicos, distribuídos entre cordas, harpa, flauta, clarinete e sopro. Lembrando que muitas das cerca de 800 mulheres internas da PFDF nunca assistiram a um concerto, o Maestro Cláudio Cohen espera que haja uma boa receptividade: “Queremos causar um impacto positivo naquele espaço, que é novo para nós”.

A orquestra já se apresentou no pátio do Complexo Penitenciário da Papuda na década de 1990, ou seja, há mais de 20 anos, mas na Colmeia, como também é conhecida a PFDF, é a primeira vez. “Queremos levar conforto para as pessoas que estão lá, uma música que traga tranquilidade”, afirma. No programa, Cohen regerá a sinfônica por temas que passam de Mozart a Beatles, encerrando com um medley de Natal.

A Abrace apoia à atividade no transporte dos músicos e instrumentos. Além disso, vai realizar uma doação aos 16 bebês presentes atualmente no berçário da PFDF. Juliana Batista, Coordenadora de Projetos e Parcerias, lembrou que esta é uma atividade inédita também para a Associação: “Para nós é um prazer participar de uma ação tão bonita, num ambiente tão complexo como o da Penitenciária”.

Sobre o Projeto Asas

O Projeto Asas é uma parceria da Secretaria de Cultura com a Secretaria de Justiça e Cidadania, que realiza atividades culturais mensalmente na PFDF. A cada mês, uma programação diversificada buscou despertar os talentos das mulheres lá presentes. Sarau musicado, cineclube, workshop de dança de salão, teatro para mães e bebês, batalha de poesia, workshop de dança de rua, contação de histórias e exposição de fotografias ofereceram variados estímulos à criatividade das internas.

“Estamos muito entusiasmadas com a possibilidade do projeto Asas virar um programa de referência no sistema prisional do Distrito Federal”, afirma a Subsecretária de Cidadania e Diversidade Cultural da Secretaria de Cultura, Jaqueline Fernandes, que destaca essa característica do projeto de estimular os diversos talentos das mulheres internas, que afirmaram se sentir encorajadas a alimentar suas potencialidades.

Serviço

Oitava edição do Projeto Asas – Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro e doação da Abrace

Onde: Penitenciária Feminina do Distrito Federal (PFDF) – Colmeia

Quando: segunda-feira, 14 de dezembro, a partir das 14h.