Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
6/12/19 às 10h40 - Atualizado em 6/12/19 às 17h44

Sinfônica e cineasta combinam homenagem a centenário de Cláudio Santoro

COMPARTILHAR

Orquestra vai participar da exibição do filme “Santoro – O Homem e sua Música”

 

A Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro fará na próxima terça-feira (10) um concerto para homenagear o centenário do maestro (1919-1989) patrono dos equipamentos. A sinfônica se apresentará simultaneamente com a exibição do filme “Santoro – O Homem e sua Música” (2015) do cineasta inglês radicado no Brasil John Howard Szerman. O formato desse encontro entre sinfônica e filme vai ser uma surpresa para o público.

 

“A orquestra está acostumada a dialogar com outras linguagens e será uma experiência interessante na terça-feira, acredito que o público aprovará”, diz o regente da OSTNCS, Claudio Cohen. “Não vou dar nenhum spoiler, mas pessoas com quem conversei acharam a ideia do que vamos fazer muito original”, complementa Szerman.

 

O filme de Szerman traz um traz um panorama das fases profissionais e pessoais do músico, compositor e maestro Claudio Santoro. Ele conta que a ideia do filme foi da viúva de Santoro, a coreógrafa Gisèle Santoro, que queria fazer uma peça audiovisual para resgatar a sua obra.

“Passei três dias inteiros gravando as memórias dela sobre ele e, com isso, preparei um roteiro que sofreu algumas alterações até aquele que foi apresentado na captação de recursos junto ao Fundo de Apoio à Cultura”, conta o diretor.

 

“Santoro – O Homem e sua Música” concorreu na mostra competitiva do 48º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, em 2015, e arrematou prêmios da Câmara Legislativa do Distrito Federal – melhor longa, direção e trilha sonora –, Prêmio Exibição TV Brasil e Marco Antônio Guimarães, conferido pelo Centro de Pesquisadores do Cinema Brasileiro para a obra que melhor utilizou material de pesquisa cinematográfica brasileira.

 

Szerman diz que o objetivo do longa foi contar a história do maestro nascido em Manaus, de formação musical no Rio de Janeiro e radicado em Brasília, onde formou gerações de músicos na Escola de Música da UnB, criada por ele. No ano passado, “Santoro – O Homem e sua Música” passou por nove capitais.

 

Companheira de Santoro por 26 anos, Gisèle se emociona ao falar o maestro: “Claudio foi excepcional em tudo que fez como músico e compositor, mas acredito que foi como professor que mostrou seu maior brilho”.

 

Serviço
“Santoro – O Homem e sua Música” com participação da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro
Regência: Cláudio Cohen
Entrada paga excepcionalmente em razão da exibição do filme. Ingressos a R$ 12 (inteira). Bilheteria só aceita dinheiro.
Acesso por ordem de chegada até lotação do espaço. Os portões são abertos às 19:15 para idosos e pessoas com deficiência e às 19:30 para o público em geral.
Cine Brasília, Entrequadra Sul 106/107
Dúvidas e informações: 2017-4030