Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/09/19 às 11h38 - Atualizado em 4/09/19 às 14h49

Secretário recebe demandas do movimento Hip Hop

COMPARTILHAR

Na tarde de hoje (03), o secretário de Cultura e Economia Criativa (Secec), Adão Cândido, recebeu em seu gabinete o presidente da Federação Associativa das Manifestações Culturais do Hip Hop (Famacult), Paulo Rei (grupo Cirurgia Moral) e o produtor cultural Helder Cunha. O encontro teve como pauta as demandas da cultura Hip Hop no Distrito Federal.

Na ocasião, os representantes da associação fizeram a apresentação de escopo do projeto “Escola Aberta para a Cultura Urbana”, que consiste em ocupar escolas para promover ações culturais com referências ao Hip Hop na comunidade. A ideia é realizar oficinas de rima, poesia, discotecagem, dança e grafite no contra turno escolar durante a semana. A programação do fim de semana, por sua vez, incluiria palestras sobre temas sociais e espetáculos musicais com artistas do ritmo no DF.

De acordo com Helder Cunha, a inserção das oficinas de Hip Hop nas escolas transmitirá ao jovem a consciência social acerca das raízes do movimento cultural, além de fortalecer a cena dos artistas locais, com a realização de mais shows e espetáculos envolvendo as manifestações do ritmo. “Nosso projeto tem por objetivo construir um ambiente de consciência social sobre a realidade de cada Região Administrativa do DF”, retrata.

O secretário Adão Cândido avalia que, embora haja nomes consagrados do Hip Hop no DF, artistas novos precisam começar a aparecer. O líder da pasta explicou aos produtores a preocupação em capacitar os jovens para o fomento de cultura em todo o Distrito Federal. Nesse sentido, a (Secec) preparou um edital do (FAC) Fundo de Apoio à Cultura, focado em população de baixo IDH. “A ideia é dar espaço para novos artistas e novos projetos, ampliando a circulação de cultura e revelando agentes culturais”, destaca.

Sobre a realização das oficinas nas escolas, o secretário pediu apoio da associação para mobilizar a comunidade a participar ativamente do programa, uma vez que a capacitação pode gerar oportunidades para o fomento da cultura local.
Cândido finalizou manifestando apoio à execução do projeto, mediante celebração de Termo de Fomento, proveniente de emendas parlamentares. Sugeriu, ainda, que o projeto seja alterado de modo que as apresentações musicais possam contemplar tanto nomes já conhecidos como novos artistas do cenário do Hip Hop.

 

 

Foto: Ludimila Barbosa SECEC DF