Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
1/03/19 às 18h31 - Atualizado em 1/03/19 às 22h29

Secretário enaltece lugar das escolas de samba na cultura musical

COMPARTILHAR

O secretário de Cultura, Adão Cândido, enalteceu as escolas de samba durante a entrega da chave da cidade ao rei momo hoje (1°) no Palácio Buriti. “Essa cerimônia marca a abertura do Carnaval. Brasília é a capital de todos os carnavais porque aqui estão todos os ritmos, mas não podemos nos esquecer de que a raiz é o samba e são as escolas de samba que o representam em nossa cultura”.

 

Cândido elogiou a proposta do governador Ibaneis Rocha, que oficialmente deu início à folia e anunciou medidas para retomar o tradicional desfile das escolas de samba a partir de 2020. Ele prometeu criar a Cidade do Samba e um espaço para as agremiações se instalarem. “Será uma estrutura para cada escola ter seu barracão. Vamos criar nosso pavilhão, acoplando bares e restaurantes. Colocar isso no turismo da sociedade”, acrescentou.

 

Além do governador e do secretário, participaram da cerimônia o vice-governador, Paco Britto, e o presidente da União das Escolas de Samba e Blocos de Enredo do Distrito Federal (Uniesbe), Geomá Leite, o Pará.

 

Ibaneis destacou que o samba é um ambiente para o exercício de respeito a diferenças de gênero e escolhas sexuais. Cândido fez coro e lembrou o mote que está sendo repetido pelos eventos apoiados pela SEC: “eu sou do bloco do respeito”. O titular da SEC lembrou ainda que o cuidado para que este seja um carnaval organizado, bom para foliões, moradores da cidade e patrocinadores e ressaltou o envolvimento de todo o governo do GDF no evento.

 

Representantes das escolas de samba Águia Imperial, Aruc, Acadêmicos da Asa Norte, União da Vila Planalto/Lago Sul, Bola Preta de Sobradinho, Império do Guará encheram o salão Palácio do Buriti para prestigiar cerimônia.