Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
9/05/17 às 15h00 - Atualizado em 13/11/18 às 15h07

Secretaria de Cultura promove Mês da Diversidade Cultural

COMPARTILHAR

Programação debate o respeito e a valorização das expressões culturais

Para celebrar o Dia Mundial da Diversidade Cultural para o Diálogo e o Desenvolvimento, comemorado todo 21 de maio, a Secretaria de Cultura vai promover o Mês da Diversidade, refletindo sobre a importância do respeito e da valorização das expressões culturais. Serão realizados um Encontro de Grafite no Museu Nacional da República, uma festa cigana no acampamento da etnia Calón e um debate sobre os direitos da população indígena. As atividades são gratuitas.

A Diversidade Cultural engloba aspectos sociais, econômicos, identitários, intelectuais, religiosos, e compreender toda essa complexidade é fundamental para garantia dos direitos e o exercício da cidadania. O reconhecimento e o respeito dessa diversidade é que determinam a promoção e a valorização da cultura de um povo. Por isso, a programação do Mês da Diversidade vai debater a implementação de políticas públicas de cultura para o grafite, culturas ciganas, indígenas, dentre outros.

Para o secretário de Cultura, Guilherme Reis, Brasília materializa a diversidade cultural brasileira: “Aqui reunimos pessoas de todos os estados, embaixadas de muitos países, temos essa forte característica de representar toda a riqueza da nossa cultura, com suas múltiplas expressões artísticas. Celebrar essa data é uma excelente maneira de reconhecermos isso”.

Para a subsecretária de Cidadania e Diversidade Cultural, Jaqueline Fernandes, a ideia da programação é dar visibilidade às expressões culturais historicamente excluídas. “Queremos pensar na diversidade cultural como uma matéria que, antes de ser celebrada, precisa ser protegida por meio de ações concretas. Ao mesmo tempo temos trabalhado no sentido de enfatizar o compromisso com as pautas estruturantes e o lugar estratégico da arte e da cultura na centralidade do debate sobre desenvolvimento”, explica.

Diálogos Culturais – Direitos Indígenas

A fim de discutir os direitos da população indígena e promover a comunicação alternativa, será realizado um debate na programação da TV Comunitária com lideranças indígenas para discutir sua atual situação sociocultural. O bate-papo será transmitido ao vivo no dia 17 de maio, às 15h, no canal 12 da NET, no site da TV Comunitária e pela página da TV no Facebook.

O programa especial vai falar, entre outros temas, sobre o Acampamento Terra Livre (ATL), que aconteceu entre os dias 24 e 28 de abril, a legislação sobre demarcação de terras indígenas, os direitos culturais desse grupo social e as políticas públicas existentes.

Dia dos Povos Ciganos

No dia 24 de maio é comemorado o Dia Nacional dos Povos Ciganos, e para celebrar essa data serão realizadas rodas de conversa sobre os avanços e necessidades nas políticas para os povos ciganos, às 10h, e uma discussão sobre o situação atual desse grupo social no Distrito Federal, a partir das 14h. As apresentações culturais terão início às 18h, com danças e músicas tradicionais.

De acordo com o IBGE, estima-se que haja mais de 500 mil ciganos no Brasil. A data, sancionada em 2006, foi criada a fim de dar visibilidade a essa cultura tão rica, mas que ainda é muito discriminada. “Para a gente é uma conquista muito grande ter o Dia dos Ciganos e poder realizar essa atividade no nosso acampamento. É muito importante o apoio da Secretaria para que não seja apenas um dia de música e dança, mas que haja um retorno em política pública para o nosso povo”, explica Daiane da Rocha, da etnia Calón, cujo acampamento vai sediar a festa.

Encontro de Grafite

Entre os dias 26 e 28 de maio, vai ser realizado o Encontro de Grafite do Distrito Federal no Museu Nacional da República. Grupos, coletivos, entidades e grafiteiros da cidade vão debater sobre políticas públicas de reconhecimento e valorização desta expressão artística e pensar a criação de um Fórum Permanente de Artes Urbanas.

O Encontro é mais uma etapa de uma série de ações que a Secretaria promoverá sobre Arte Urbana. A primeira atividade nesse escopo é a exposição comemorativa pelos 10 anos do Museu Nacional da República – Mundez, que conta com a releitura de obras clássicas das artes plásticas brasileiras por grafiteiros da cidade e vai até o dia 04 de junho.

O grafite é um dos elementos do Hip Hop e, como tal, faz parte dessa cultura e desse movimento artístico e cultural. Hoje chega a ser exposto em museus e galerias ao redor do mundo, preservando sempre suas raízes históricas.

O Encontro vai refletir, a partir da experiência da exposição Mundez, como ampliar as políticas e as ações da Secretaria de Cultura voltadas para o grafite. O primeiro dia contará com o debate sobre a valorização do grafite e criação do Fórum e os dois últimos dias serão reservados para a produção de paineis no Parque da Cidade.

Sobre a data

O Dia Mundial da Diversidade Cultural para o Diálogo e o Desenvolvimento, celebrado no dia 21 de maio, foi proclamado pela Assembleia Geral da ONU em 2002, em comemoração à aprovação em 2001 da Declaração Universal da UNESCO sobre a Diversidade Cultural. O documento estipula que a diversidade cultural é um patrimônio comum da humanidade e como tal deve ser respeitada, reconhecida e valorizada.

Em seguida, em 2005, foi aprovada, em Paris, durante a 33ª Conferência Geral da UNESCO, a Convenção sobre a Proteção e Promoção da Diversidade das Expressões Culturais. Entre os objetivos do documento, está o de proteger e promover as diversas expressões culturais, com a criação e desenvolvimento de políticas públicas nesse sentido. O Brasil é um dos signatários da Convenção, e teve papel fundamental na sua aprovação.

Mês da Diversidade – Programação

17 de maio

Diálogos Culturais – Direitos Indígenas

15h – TV Comunitária

24 de maio

Dia dos Povos Ciganos – Festa Cigana

Local: Comunidade Cigana Nova Canaã
Rota do Cavalo, condomínio Serra Verde, Km 11, Gleba 274, Sobradinho

Programação:
10h às 12h30 – Roda de Conversa: avanços e necessidades nas políticas para os Povos Ciganos
12h30 às 14h30 – Intervalo Almoço
14h30 às 17h – Roda de Conversa: situação atual socioeconômica e cultural dos Povos Ciganos no DF
18h – Apresentações Culturais
21h – Encerramento

26 a 28 de maio

Encontro de Grafite do DF

26 de maio

18h Debate sobre Políticas Públicas para o grafite e criação do Fórum

Local: Museu da República

27 e 28 de maio

Produção de murais

Local: Parque da Cidade