Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
27/03/18 às 18h16 - Atualizado em 13/11/18 às 15h31

Secretaria de Cultura apresenta avanços na gestão para o CCDF

COMPARTILHAR

 

A Secretaria de Cultura apresentou, nesta terça-feira (27), ao Conselho de Cultura do Distrito Federal (CCDF) um panorama dos principais avanços alcançados na gestão da política cultural no triênio 2015/2017. Após as considerações do colegiado, o documento ficará disponível para consulta de toda a sociedade civil na internet.

Os resultados foram organizados em cinco eixos principais: desburocratização e marcos legais; transparência e participação social; democratização e descentralização; patrimônio e equipamentos culturais; e políticas afirmativas e direitos culturais.

 

Entre os avanços, destaque para a sanção da Lei Orgânica da Cultura (LOC), uma demanda histórica da sociedade civil organizada. “Agora temos um regime jurídico moderno que simplifica, uniformiza e democratiza ainda mais o acesso da comunidade artística aos mecanismos de fomento à produção cultural”, afirmou o secretário de Cultura, Guilherme Reis.
O secretário ressaltou também o papel fundamental do Conselho de Cultura no acompanhamento para que essas conquistas se mantenham como políticas perenes de estado.

 

Para o presidente do Conselho de Cultura do DF, André Leão, essa avaliação mais detalhada já era aguardada pelo colegiado, que tem como atribuição acompanhar e fiscalizar a execução da política cultural. “É realmente impressionante o quanto se avançou em vários temas durante esses três anos. Ainda há muito para fazer, mas sem dúvida essa é uma entrega bem expressiva”, avaliou.

 

Também participaram da reunião a subsecretária de Políticas de Desenvolvimento e Promoção Cultural, Mariana Soares, e o subsecretário de Fomento e Incentivo Cultural, Thiago Rocha.

 

As contribuições do Conselho de Cultura serão sistematizadas e agregadas ao relatório “Avanços na Gestão da Política Cultural – 2015/2017”, que a Secretaria de Cultura vai disponibilizar em breve na internet para consulta de toda a sociedade civil.