Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
14/02/20 às 18h32 - Atualizado em 14/02/20 às 18h32

Secec discute aprimoramento da Economia Criativa do DF

COMPARTILHAR

Ações podem impactar Brasilia Film Comission, Comitê Permanente do Grafite e Conec

 

Impulsionar e alavancar a economia criativa do Distrito Federal. Este foi o objetivo da reunião realizada nesta sexta-feira (14), na sede do Conselho de Desenvolvimento Econômico Sustentável e Estratégico do Distrito Federal (Codese, pela subsecretária de Economia Criativa Érica Lewis e pela secretária-geral da entidade, Rosane Lucho.

 

Na ocasião, a representante da Codese apresentou a publicação “O DF que a gente quer!”, criada pela entidade e que apresenta ações estratégicas e metas de natureza pública referenciadas nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU), que representam as 17 metas e serem implementadas por todos os países até 2030.

 

Lucho explicou que a construção do periódico – idealizado como fonte de consulta para governantes, parlamentares, servidores públicos, especialistas e estudiosos em longo prazo – contou com a participação voluntária de empresários, técnicos e acadêmicos. Nesse sentido, a secretária-geral se disponibilizou a elaborar políticas em conjunto com a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal (Secec), tendo como base o material apresentado. “Este estudo pode atender ao bem-estar coletivo dos habitantes de Brasília e entorno, dando destinações eficientes aos recursos públicos”, ressalta.

 

Érica Lewis, acompanhada pelo assessor técnico Danilo Rebouças, se comprometeu, a partir da avalição do periódico, a encaminhar propostas e soluções para construir ações efetivas que estimulem as pautas da economia criativa no DF. Para a subsecretária, o material pode subsidiar alguns dos trabalhos já desenvolvidos na subsecretaria, como as reuniões do Conselho de Economia Criativa (Conec), o Comitê Permanente de Grafite, a Brasília Film Commission e o Programa Cultura Educa. “Com essa parceria, podemos aprimorar as iniciativas em andamento e construir novas plataformas envolvendo contratação e prestação de serviços”, completa.