Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
7/02/17 às 20h36 - Atualizado em 13/11/18 às 14h50

Sai resultado das atrações artísticas para o Carnaval

COMPARTILHAR

São 12 grupos ou artistas locais que vão abrilhantar a folia brasiliense

A Comissão de Seleção do edital de chamamento público para contratação de 12 atrações artísticas para o Carnaval analisou 43 propostas e apresenta o resultado dos habilitados. RRecursos devem ser protocolados até às 18h do dia 14 de fevereiro, na Secretaria de Cultura do Distrito Federal. Baixe aqui o resultado.

O Carnaval de Brasília promete muitas novidades para 2017. Além dos blocos que vão animar as ruas do DF, a folia contará neste ano com o reforço desses 12 grupos ou artistas da cidade, que vão se apresentar durante os dias do Carnaval, entre 24 e 28 de fevereiro. Os locais, datas e horários que cada grupo vai se apresentar serão definidos após a seleção, conforme descrito no edital. “Uma coisa é certa: vamos poder dar ainda mais brilho para o Carnaval de Brasília”, pontua o secretário de Cultura, Guilherme Reis. Segundo ele, este processo de contratação via chamamento público integra a política da Secretaria de Cultura para ampliação e democratização do acesso da comunidade cultural aos mecanismos de apoio e incentivo do Estado.

A Secretaria de Cultura investe R$ 96 mil (R$ 8 mil por grupo) para a contratação dos artistas, que realizarão shows de 60 a 120 minutos. 

Regulamentação do Carnaval

Desde o ano passado, a Secretaria de Cultura trabalha em uma nova política para o Carnaval de Brasília, que entenda a folia em sua dimensão cultural, fortalecendo seu caráter público, gratuito e democrático. Para isso, foram realizadas uma série de conversas com blocos, agremiações de samba, vizinhanças, além de audiências públicas e uma consulta pública on-line para a construção da minuta do decreto que regulamenta o Carnaval.

Esta política prevê uma melhor ordenação da ocupação do espaço público, que leve em consideração a espontaneidade das manifestações; a desburocratização e estímulo à multiplicação das manifestações carnavalescas; a proteção da paisagem urbana e do patrimônio histórico e cultural de Brasília; além do estímulo à sustentabilidade e integração entre apoio público e iniciativa privada.

Embora o decreto ainda não tenha sido finalizado, a Secretaria de Cultura já conseguiu avançar no processo de organização do Carnaval. O primeiro passo foi realizar o cadastro antecipado dos blocos de rua, para obtenção simplificada da licença para os desfiles e para facilitar a logística da montagem de estruturas. Também foi publicada portaria conjunta com a Secretaria das Cidades, para regulamentar a publicidade durante o período do Carnaval.