Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
2/05/17 às 13h03 - Atualizado em 13/11/18 às 15h07

Reforma no Centro de Dança está 70% executada

COMPARTILHAR

Espaço será entregue em julho e sociedade pode opinar sobre gestão

Avançam as obras do Centro de Dança do Distrito Federal, no Setor Cultural Norte. Iniciada em dezembro de 2015, a reforma está 70% executada, e a previsão é que o espaço seja entregue no fim de julho. O local foi fundado em 1993 e desativado em 2013.

Um espaço administrativo foi construído no prédio, além de uma lanchonete e uma área para exposições na recepção. As salas do Centro de Dança ainda recebem acabamentos gerais, como pintura, instalação de vidros e barras de dança e paisagismo interno. As adequações de acessibilidade estão prontas e outras melhorias já feitas são: reinstalação do piso com materiais próprios para a prática da dança, construção e reforma de banheiros, renovação dos sistemas elétrico e hidráulico e finalização dos forros de gesso nas salas onde ficarão os bailarinos. O elevador e os quadros de energia estão em processo de instalação. Equipamentos de luz e de som serão colocados na etapa final da obra, prevista para julho de 2017.

O projeto custará R$ 3.082.984,11, provenientes da Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap).

Assim que abrir as portas novamente, o local terá a ocupação compartilhada com o setor interessado. Desde 2015, a Secretaria de Cultura tem um diálogo permanente com a comunidade da dança para alinhar as expectativas em relação ao centro. Desde sábado (29), a pasta abriu consulta pública para construção das diretrizes de ocupação do Centro de Dança.

Para participar, basta acessar o site Participa.br, cadastrar-se e opinar até o dia 8 de maio. A proposta é que o funcionamento do espaço cultural possa ser realizado via gestão compartilhada com a sociedade civil e, portanto, é importante receber propostas e ideias. Link para a consulta: http://www.participa.br/culturadf/diretrizes-de-ocupacao-do-centro-de-danca-do-df

Reformas em outros equipamentos públicos do DF

Além do Centro de Dança, outros equipamentos culturais são reparados pelo governo. Em 20 de abril, a Secretaria de Cultura e o Instituto Euvaldo Lodi do Distrito Federal (IEL-DF) assinaram acordo de cooperação para readequação do projeto de reforma do Teatro Nacional Claudio Santoro. A previsão é que as obras comecem até o fim de 2017.

A revitalização será acompanhada da entrega, em partes, dos espaços internos. Em agosto, haverá a reabertura do foyer da Sala Villa-Lobos, com exposição para homenagear os 80 anos do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Durante entrevista coletiva, o governador Rodrigo Rollemberg anunciou acordo para reforma do Teatro Nacional e apresentou a marca dos 30 anos de Brasília como Patrimônio Cultural da Humanidade.

Outro equipamento que passará por reforma é o Museu de Arte de Brasília, fechado há dez anos. Em 23 de maio, será aberta a licitação para a obra, estimada em R$ 8.869.325,08 — recursos da Terracap.

Entre as principais mudanças estão a adequação do edifício às normas de acessibilidade, a colocação de placas fotovoltaicas na cobertura para geração de energia e a total climatização dos locais de exposição do acervo formado por obras de arte moderna e de arte contemporânea de 1950 a 2001. Estão previstos ainda a retirada das grades e o plantio de espécies vegetais típicas do Cerrado.

O Espaço Cultural Renato Russo, na 508 Sul, é outro patrimônio do DF que está em fase de recuperação. Com obras em pleno andamento, a reforma deverá ser concluída em outubro deste ano. Ainda neste semestre, será discutido em diálogo com a sociedade civil como se dará a gestão do equipamento.

*Com informações da Agência Brasília