Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
28/09/16 às 19h49 - Atualizado em 13/11/18 às 14h50

Prorrogadas inscrições para oficineiros no edital Duas Asas

COMPARTILHAR

Você tem até 5 de outubro para participar desta Iniciativa que promove atividades formativas e lúdicas

Um projeto que une formação artística e mostras culturais nas escolas. Esta é a proposta do projeto “As Duas Asas – Cultura e Educação”, convênio da Secretaria com o Ministério da Cultura, que tem edital de chamamento público aberto desde o dia 16 de setembro. As ações oferecidas serão de duas naturezas: formativa, com a realização de 96 oficinas continuadas e itinerantes, e culturais, com 32 exibições de obras cinematográficas e 78 apresentações artísticas.

O projeto está dividido em várias fases, e na primeira, cujas inscrições foram prorrogadas até o dia 5 de outubro, serão selecionados 04 (quatro) educadores/as culturais, 04 (quatro) oficineiros/as, 04 (quatro) assistentes e 15 (quinze) atrações artísticas para realizar atividades em escolas públicas do Distrito Federal. Confira o edital aqui.

Ao longo de todo o projeto, serão selecionados artistas para realizar oficinas e apresentações nas áreas de dança, música, teatro, artes visuais, audiovisual, livro e leitura, arte urbana, dança, qualificação em gestão cultural e cultura digital. As atividades serão realizadas em escolas públicas, praças, pontos de cultura, espaços alternativos e equipamentos culturais próprios da Secretaria de Cultura.

A proposta é criar uma rede de capacitação e formação artística e cultural contemplando estudantes, professores e pessoas da comunidade, dentre crianças, jovens e adultos das seguintes Regiões Administrativas: Ceilândia, Brasília, Cruzeiro, Samambaia, Riacho Fundo e São Sebastião.

Cultura Educa

O projeto é uma das ações do programa Cultura Educa, que promoverá ações transversais permanentes entre as Secretarias de Educação, de Cultura e da Criança, não apenas dentro das escolas, mas também fora delas, de modo a conectar os centros de ensino a equipamentos e grupos culturais, bem como aos Pontos de Cultura do DF. A proposta está alinhada com a Política Nacional de Cultura Viva do Ministério da Cultura.

“O diferencial desse programa está em propor ações que vão além da realização de shows e atividades culturais nas escolas. O principal é iniciar processos culturais nesses espaços, com cursos e oficinas de formação, dando suporte também à política de educação integral da Secretaria de Educação”, afirma a subsecretária de Cidadania e Diversidade Cultural, Jaqueline Fernandes, destacando que os estudantes não serão vistos apenas como plateia, mas também como produtores e criadores potenciais da sua história e sua cultura.

Ao oferecer atividades formativas e de inserção cultural, o projeto fortalecerá a identidade, aumentará a autoestima e o sentimento de pertencimento do estudante em relação à escola. A expectativa é atender 2 mil pessoas diretamente, com as oficinas, e 14.500 indiretamente, com as apresentações artísticas.