Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
30/07/19 às 19h08 - Atualizado em 30/07/19 às 19h08

Produtores de audiovisual do Centro-Oeste sugerem alterações em editais para o cinema e audiovisual

COMPARTILHAR

Na tarde desta segunda-feira (29) na Biblioteca Nacional de Brasília, o secretário executivo da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal (Secec), Cristiano Vasconcelos, recebeu a Associação dos Produtores Brasileiros de Audiovisual do Centro-Oeste. A subsecretária de Economia Criativa, Érica Lewis, e o coordenador do audiovisual da Secec, Wanderlei Silva também participaram da reunião, juntamente com os representantes da associação, Douro Moura, Rojer Madruga, João Faccó e Pedro Lacerda.

 

Durante o encontro, eles apresentaram sugestões para o edital do Fundo de Apoio à Cultura (FAC) na linha audiovisual. De acordo com os representantes da associação, as alterações focam no aprimoramento do cinema brasileiro, com o objetivo de aumentar a produtividade e diminuir a burocracia no setor.

 

No documento protocolado com o secretário executivo da pasta, constam alterações como mudanças orçamentárias para o fundo setorial do cinema, fortalecimento das produções de audiovisual com promoção de debates entre os secretários de cultura da região Centro-Oeste, digitalização das produções para acervos para o mercado de streaming, o retorno de iniciativas como os “Cines Clubes”, licenciamento para produções de séries de TV e maior incentivo para fomentar conteúdos produzidos por dispositivos móveis, como smartphones, tablets e drones.

 

Sobre as produções de cinema no universo mobile, o grupo ressaltou que a inovação ganha cada vez mais espaço e que pode ser vista como a implantação de política pública para promoção de festivais e mercado para este novo nicho. “Devemos olhar para este segmento e pensar em ampliar o debate sobre o mercado de plataformas digitais, mobile e de games, tendo em vista as inovações tecnológicas e o que elas podem impactar no setor”, detalha Pedro Lacerda, representante da associação.

 

O secretário executivo da pasta, Cristiano Vasconcelos garantiu alinhar as propostas da associação junto ao secretário Adão Cândido, avaliando com celeridade o que impacta de modo orçamentário e cultural em cada alteração proposta. “Vamos avaliar dinâmica e comparativamente essas observações e colher sugestões junto a outras associações de audiovisual, formando um consenso, conforme determinado em audiências anteriores”, pontuou.