Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
6/08/13 às 18h35 - Atualizado em 13/11/18 às 14h39

Polo de cinema reabre portas com filmagem de maior produção do DF

COMPARTILHAR

Polo de cinema reabre portas com filmagem de maior produção do DF

Obra de recuperação da estrutura custou R$ 180 mil e servirá para estimular a produção audiovisual brasiliense

SOBRADINHO (6/8/13) – Famoso por ter sido palco de mais de 80 produções cinematográficas no DF, o Pólo de Cinema de Brasília, em Sobradinho, foi visitado hoje pelo governador Agnelo Queiroz e, após 12 anos, vai reabrir as portas para as filmagens de O Outro Lado do Paraíso, maior produção realizada no DF.

“Seguramente esta reabertura faz parte de uma política que vai fortalecer a produção no DF. Essa é uma vocação da nossa cidade que temos que manter em pleno funcionamento”, destacou o governador.

O Polo de Cinema e Vídeo Grande Otelo foi criado em 1991 em uma área de 400 hectares – equivalente a 400 campos de futebol – e foi cenário para atores e diretores brasilienses, estreantes e consagrados, além de artistas de várias partes do país.

O espaço foi dedicado à Grande Otelo, uma homenagem feita ao ator durante o 26º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, em 1993.

A reforma de R$ 180 mil, custeada pelo GDF, compreende, entre outras coisas, a troca do telhado e forro, tintura, revisão e recuperação hidráulica e elétrica.

NOVA ERA – A primeira produção que será gravada nesta nova fase do Polo de Cinema é o filme O Outro Lado do Paraíso, produzido por André Ristum, que está orçado em R$ 7 milhões e é considerado a maior produção cinematográfica já realizada na capital federal.

As filmagens começaram na segunda quinzena de julho e devem ser finalizadas em aproximadamente cinco semanas. Nesse período, as dependências do Polo receberão uma cenografia que remete à cidade de Taguatinga em 1973.

Durante a visita oficial, o governador conheceu o set de filmagem e cumprimentou o elenco. “É uma alegria muito grande poder realizar esse filme no Polo de Cinema. Estamos muito contentes e agradecemos o empenho do governador em realizar esse filme e em recuperar esse espaço”, disse o produtor do filme, Nilson Rodrigues.

HISTÓRIA – Clássico da literatura infanto-juvenil brasileira, O Outro Lado do Paraíso, de Luiz Fernando Emediato, foi publicado originalmente em 1981.

Na trama, Nando, de 11 anos, relata a vida do pai Antônio, sonhador e aventureiro de 37 anos, que nunca teve emprego fixo, vive viajando por garimpos e sonha com a terra prometida.

Ele sai de Minas Gerais com destino a Brasília atraído pelas promessas do governo de João Goulart. Porém, com o golpe de 64 os sonhos se tornam pesadelo.

A expectativa dos produtores é que o filme possa ser estreado no próximo ano, no cinquentenário do golpe, em março de 2014.

Fábio Magalhães, da Agência Brasília