Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
5/12/16 às 12h27 - Atualizado em 13/11/18 às 14h50

Poderes da Arte homenageia Cássia Eller

COMPARTILHAR

Evento especial do Centro Cultural 3 Poderes integra comemorações de 30 anos do Panteão

O Centro Cultural Três Poderes realizará, em 9 de dezembro, como parte das comemorações dos 30 anos do Panteão, uma edição especial do projeto Poderes da Arte, relembrando a consagrada intérprete e seus grandes sucessos: Cássia Eller. Intitulado “Poderes da Arte, 15 Anos sem Cássia Eller”, o evento trará Igor Prado e a Igor Prado Band, homenageando Cassia Eller em um show exclusivo. Artista de Blues mais tocado em mais de 80 rádios americanas em 2015.

Para abrir a noite, a banda de Brasília Mama Roseta toca sete músicas famosas na voz de Cássia. Após a abertura, sobe ao palco Noemi Costa (RJ), uma das artistas “cover” da saudosa cantora brasiliense mais conceituadas do País, acompanhada por músicos convidados de Brasília. Logo após apresentação de Noemi, a Igor Prado Band (SP), que trará como convidados a Cantora Whitney Shay e o saxofonista Sax Gordon, diretamente dos Estados Unidos, faz show com repertório próprio e homenagens à Cássia Eller.

O evento será realizado no gramado do Panteão da Pátria e da Liberdade Tancredo Neves, local de arquitetura privilegiada, com monumentos artísticos e área verde, o que fará grande diferencial.

IGOR PRADO BAND

Igor Prado começa a se interessar pela guitarra aos 11 anos e logo se apaixonou pela linguagem do blues, com 16 anos já tocava em bares e festivais com liminar da justiça por causa da pouca idade.

Desenvolveu um estilo um pouco diferente de tocar, pois autodidata e canhoto aprendeu virando uma guitarra de destro de cabeça para baixo, Igor é um canhoto que toca com as cordas invertidas do instrumento.

Aprofundou-se na linguagem do Blues tradicional e West Coast Swing, estilo que mistura o blues com elementos do Swing, famoso movimento de jazz dançante dos anos quarenta.

A Igor Prado Band é formada por seu irmão Yuri Prado na bateria, Rodrigo Mantovani no contrabaixo elétrico e acústico e Denílson Martins no Saxofone Barítono.

O guitarrista tem em sua bagagem diversas excursões com renomados artistas americanos como Kim Wilson (Fabulous Thunderbirds), Wee Willie Walker, Rod Piazza, Mud Morganfield (Filho do lendário Muddy Waters), Curtis Salgado, Rick Estrin, Lynwood Slim, Sugaray Rayford, Sax Gordon, Junior Watson, James Wheeler, Deitra Farr entre outros.

Atualmente é a banda sul-americana mais ativa no cenário internacional excursionando o mundo e participando de grandes festivais tendo passado por mais de 30 países.

WHITNEY SHAY

Nnatural da California nos EUA, ainda não completou trinta anos mas já acumula uma larga experiência nos palcos. Formada em artes é cantora e atriz desde os três anos de idade e desde então nunca parou.

Já participou dos principais festivais do gênero nos EUA como o Doheny Blues Festival, Gator By The Bay Festival, San Diego Blues Festival, San Diego Film Awards e o San Diego Music Awards.

Shay foi recentemente indicada no San Diego Music Awards como “Artista do Ano” e “Melhor Performance”, e seu primeiro álbum “Soul Tonic” (que recebeu positivas críticas no meio musical) foi indicado com “Álbum do Ano”.

Whitney Shay é um definitivamente uma artista completa e versátil, passeia pelo Jazz, Swing & R&B com a classe dos antigos “performers” americanos dos anos 40's e 50's uma característica muito rara num artista jovem hoje em dia.

SAX GORDON

Apontado como um dos maiores saxofonistas da atualidade nos Estados Unidos, Sax Gordon nasceu em Detroit, iniciou a carreira no norte da Califórnia e se estabeleceu como artista em Boston. Essa rodagem entre costas leste e oeste impactaram diretamente em seu som.

“Era apenas uma criança em uma cidadezinha da Califórnia, mas havia muita música nas escolas, na igreja, e com os amigos que tocavam em bandinhas de rock. Eventualmente, comecei a tocar com um bluesman local, o Johnny Heartsman, de Sacramento. Mas logo na sequência me mudei para Boston”.

Naquela cidade, Sax Gordon passou a ter contato com blueseiros mais experientes, como Luther Guitar Junior Johnson, Matt Guitar Murphy, e Earring George Mayweather. “Comecei a trabalhar e a gravar com todos estes caras e isso me ajudou muito a chegar onde estou agora”.

O som de Sax Gordon, em alguns momentos, lembra muito Brian Setzer Orchestra, projeto do ex-guitarrista do Stray Cats. Contemporâneo de Setzer, o saxofonista afirma não ter inspiração nele. “Ele começou a fazer o som swing depois que se tornou popular novamente. Eu já vinha tocando swing com a Roomful of Blues e com Duke Robillard. Todos nós temos algumas das mesmas inspirações”.

Em sua carreira solo, iniciada em 1998, Sax Gordon gravou seis álbuns: Have Horn Will Travel, You Knock Me Out, Live at the Sax Blast, Showtime!, In The Wee Small Hours e Blue Saxophone. Mas a sua contribuição para o gênero é muito maior. O saxofone desse norte-americano pode ser ouvido nos trabalhos de nomes como Jay McShann, Jimmy Witherspoon, Rosco Gordon, Jimmy McGriff, Billy Boy Arnold, Champion Jack Dupree, Jimmy Nelson, Pinetop Perkins. Matt Guitar Murphy e Luther Johnson. Isso sem falar nos nomes da nova geração tais como Kim Wilson, Paul Oscher, Duke Robillard, Bryan Lee, Mississippi Heat e Nick Moss.

NOEMI COSTA

Há 15 anos faz show tributo à Cássia Eller, percorrendo várias cidades, com público garantido que tanto aprecia a voz e o estilo de Cássia. Noemi chama atenção pela similaridade na voz, trejeitos e estilo, reunindo fãs que querem relembrar Cássia Eller e suas interpretações.

MAMA ROSETTA

Rosetta Tharpe, cantora, compositora e guitarrista de música gospel, década de 1930 e 40, inspirou o nome da banda. Misturar o gospel com o ritmo do rock ainda incipiente dos anos 30. MAMA ROSETTA, uma ROCK BAND, cujo repertório é composto pelo Rock das décadas de 60 a 80 com identidade e arranjos ousados. Mistura ritmos e instrumentos como rock e maracatú, flamenco e blues, berimbau e castanhola, cajon e pandeiro, guitarra distorcida, violão acústico e baixo marcante.

Integrantes: Poliana Naves (voz), Erich Rocha (baixo), Kátia Monteiro (guitarra) e Felícia Castelo Branco (percussão).

SERVIÇO

O quê: Poderes da Arte, 15 anos sem Cássia Eller

Quando: Sexta, 9 de dezembro, às 20h

Onde: Gramado do Panteão da Pátria

Entrada franca.