Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
10/07/13 às 18h00 - Atualizado em 13/11/18 às 14h38

Parceria leva “Mala do Livro” às unidades socioeducativas

COMPARTILHAR

Assinatura de Portarias democratiza acesso a leitura

As Secretarias da Criança e da Cultura assinaram nesta quarta-feira, dia 10, duas Portarias que formalizaram a implantação do Programa de incentivo à leitura “Mala do Livro” e a contrapartida do Fundo de Apoio à Cultura (FAC), nas Unidades socioeducativas do Distrito Federal.

“Essa Portaria nos empolga e nos encanta. Na prática estamos levando políticas públicas para os adolescentes que nunca tiveram essa oportunidade, reduzindo o abismo existente. É o resultado de um governo que olha com sensibilidade para as pessoas”, comentou a secretária da Criança Rejane Pitanga.

“A contrapartida dos artistas, dentro do FAC, é uma forma de devolução, de forma materializada para a sociedade e em especial para os adolescentes, que só produz crescimento para todos”, destacou o secretário da Cultura, Hamilton Pereira.

A solenidade contou com a presença da Orquestra Plenaharmonia, composta por servidores e adolescentes do sistema socioeducativo da Uipp (Unidade de Internação do Plano Piloto), que emocionou os presentes, além de muita poesia e uma homenagem ao poeta e empresário falecido há uma semana, Jorge Ferreira.

As Unidades de Internação e as de Semiliberdade serão as primeiras a receber os livros. Inicialmente as duas portarias assinadas abrem o processo de implantação do projeto com a capacitação dos servidores Secretaria da Criança que serão denominados, facilitadores de leitura. Já estão disponíveis oito malas recheadas de livros seguindo a orientação pedagógica das Unidades de Internação. Os livros fazem parte do programa Mala do Livro, da Biblioteca Nacional de Brasília (BnB), um programa da Gerência de Bibliotecas da Secretaria de Cultura do GDF que amplia as possibilidades de acesso à leitura.

“O Governador Agnelo Queiroz nos colocou que precisamos fazer com que Brasília se torne a capital da leitura e esse é nosso desafio depois da consolidação da Biblioteca Nacional, que há 15 dias está com o acervo aberto à comunidade”, frisou a subsecretária do Livro e da Leitura, da Secretaria de Cultura do DF, Ivana Torres.

“Estamos muito empolgados em implantar esse projeto, pois a leitura é transformadora para se conhecer novos horizontes e gerar novas oportunidades de conhecimento”, comenta o Gerente de esporte, cultura e Lazer do Sistema Socioeducativo, Júlio César Cabral.
Várias outras autoridades participaram do evento e elogiaram a iniciativa como o Juiz da Vara da Infância e Juventude, Dr. Lizandro Garcia Filho, a subsecretária do Sistema Socioeducativo, Ludmila Ávila, o subsecretário de Fomento da Secretaria da Cultura, Leonardo Hernandes, além de vários servidores da Secretaria da Criança.

Com informações da Secretaria da Criança.