Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/06/17 às 20h14 - Atualizado em 13/11/18 às 15h07

Parada do Orgulho LGBT discute fé e estado laico

COMPARTILHAR

Programação conta com seminário no Museu Nacional e mostra fotográfica no Metrô

A 20ª Parada do Orgulho LGBT de Brasília, em parceria com a Secretaria de Estado de Cultura, por meio da Subsecretaria de Cidadania e Diversidade Cultural, trás como tema central a “Religião, não se impõe. Cidadania, se respeita”.

Uma das mais importantes bases da democracia moderna é a laicidade do Estado, que vem a ter dentre outras definições um Estado que não guia suas ações nem para privilegiar uma religião em detrimento de outras, tampouco para cumprir visões teológicas que invalidem princípios tais como a cidadania, a pluralidade e a defesa do direito coletivo e individual.

A laicidade é fundamental para todos os cidadãos e todas as cidadãs na garantia da democracia e seus valores, e mais especificamente para a população LGBT.

Nesse sentido, a parada LGBT de Brasília, em sua 20ª edição, vem com a mensagem de que a laicidade, que não é contra nenhuma religião, deve ser respeitada para que o Brasil e o DF realmente sejam Estados de direito. Da mesma forma que a liberdade religiosa é um valor que deve ser defendido por todos e todas, a cidadania LGBT também o é. E para que justamente ambos possam ser preservados, o Estado e a religião devem se separar. A vitória aí será da cidadania e da pluralidade.

Esta edição propõe uma programação que inclui o Seminário “A fé na democracia: por que e como defender o Estado Laico” que será realizado nos dias 20 e 21 de junho, e a entrega do “Prêmio Beijo Livre de Direitos Humanos” as personalidades e empresas apoiadoras do movimento LGBT, no dia 21 de junho, no Museu Nacional da República.

Nos dias anteriores à marcha, que será realizada em 25 de junho, na Esplanada dos Ministérios, pretende-se realizar a mostra Religare – Identidade LGBT e Espiritualidade, que trás registros fotográficos com LGBT fieis de religiões como a wicca, candomblé, budismo, protestante, cristã e umbanda. Para a mostra, solicitamos mais uma vez a parceria e o apoio do Metrô Solidário para mais esta ação.

Serviço

Seminário A Fé na Democracia: por que e como defender o Estado Laico
Entrega do Prêmio Beijo Livre de Direitos Humanos

Onde: Auditório 2 do Museu Nacional do Complexo Cultural da República

Quando: Terça (20), quarta (21) e quinta (22), das 19h às 22h

Entrada franca

Mostra Religare – Identidade LGBT e Espiritualidade

Curadoria de Welton Trindade

9 a 24 de junho na Estação Central do Metrô