Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
10/02/14 às 20h44 - Atualizado em 13/11/18 às 14h45

Panteão da Pátria tem exposição permanente sobre Tancredo Neves

COMPARTILHAR


Espaço também conta com outras atrações como o “Livro de aço”

Os turistas e moradores do DF que visitarem a Praça dos Três Poderes poderão conhecer melhor a vida de um dos maiores ícones da memória brasileira, Tancredo Neves. O Panteão da Pátria expõe, de forma permanente, a vida de Tancredo contada por meio de cartas e documentos de sua vida política e particular.

Com a tecnologia das telas touchsreen, a mostra tem interatividade para relatar a vida do político de Minas Gerais, expondo cartas – escritas ou endereçadas a ele –, além de materiais de campanhas, livros e fotos do político.

Outro atrativo da exposição é o vídeo que, entre outras coisas, mostra a comoção nacional na sua morte, em 21 de abril de 1985, e exibe, sob um ângulo diferente, as milhares de pessoas que acompanharam seu enterro.

Uma pequena fala de sua mulher, Risoleta Guimarães, que pede ao público paciência para se despedir de seu marido, é um dos momentos mais emocionantes do vídeo exibido no Panteão da Pátria.

Biografia

Tancredo Neves nasceu em São João del Rei, Minas Gerais, em 4 de março de 1910. Se formou advogado, porém seguiu uma carreira política.

Ingressou na política em 1935 e ocupou diversos cargos, como deputado federal e deputado estadual. Também foi nomeado primeiro-ministro com a instauração do regime parlamentarista, logo após a renúncia do presidente Jânio Quadros, na década de 1960.

Também foi líder do MDB ( Movimento Democrático Brasileiro), partido criado em 27 de outubro de 1965 por consequência ao bipartidarismo decretado pelo AI-2.

Em 15 de janeiro de 1985 foi eleito presidente, representando o partido de oposição. Na véspera de tomar a posse, em 14 de março de 1985, o político foi internado em estado grave e morreu no dia 21 de abril do mesmo ano.

Outras atrações

Além da Exposição de Tancredo Neves, os visitantes do Panteão podem ver o Livro dos Heróis da Pátria ou “Livro de Aço,. Nele, estão gravados os nomes dos heróis nacionais. Nomes como Tiradentes, Marechal Deodoro da Fonseca e Dom Pedro I.

O livro se encontra entre o Painel da Inconfidência, feito em homenagem aos mártires do levante mineiro, e o vitral de Marianne Peretti.

O Panteão

Criado para homenagear os heróis nacionais, ou seja, aqueles brasileiros que possuíram ideais de liberdade e democracia, o Panteão consagra, também, a memória de Tiradentes, que além de ser um dos heróis nacionais é o Patrono Cívico da Nação Brasileira.

Construído e doado ao Governo do Distrito Federal pela Fundação Bradesco, tem três pavimentos e área total construída de 2.105 m².

Sua edificação lembra o formato de uma pomba e foi inaugurado pelo ex-presidente José Sarney em 7 de setembro de 1986.

Panteão da Pátria

Praça dos Três Poderes – Espalanada dos Ministérios Brasília – DF
Telefones: (61) 3325-6244, 3323-3728 , 3326-7709
E-mail: centroc3p@gmail.com
Aberto de terça a domingo, inclusive feriados, das 09h às 18h.